Acusado de roubar lixeira disse estar sendo vítima de perseguição política em Águas Lindas.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram






















TVCMN – Está  no portal de um periódico de Águas Lindas de Goiás, que uma lixeira havia sido roubada pelo proprietário da AUTO ELÉTRICA CÉLIO MACEDO, em que na denúncia estão publicadas duas fotos da citada lixeira sendo transportada  no carro de som da empresa também citada. Como a lixeira é um patrimônio público, fomos a busca das explicações ouvindo  as partes citadas.

Perguntamos o senhor Célio Macedo se ele tinha conhecimento que estava sendo acusado de ter roubado uma lixeira, e o mesmo respondeu que sim, afirmando que já havia sido informado pelo repórter Catireiro, e que já estava tomando as providências cabíveis. Ele afirmou que não roubou a lixeira, e que a mesma estava na porta da loja atrapalhando a entrada dos carros, sendo que no local já existem outras duas, por isso, pediu que a Secretaria de Urbanismo a retirasse ou o autorizasse, que ele mesmo a retiraria e a colocaria em outro local que estava precisando, e disse ter obtido a autorização. Disse também, que retirou a lixeira e a colocou na Quadra-33 conjunto-B entre as casas 09-A e 09-B do Setor-2. Tentamos entrevistar os vizinhos da loja, e um deles disse não saber de nada e outros dois disseram conhecer o caso, mas não quiseram gravar a entrevista. Fomos à Secretaria de Urbanismo, mas o secretário estava em campo acompanhando suas equipes de trabalho. Ligamos para o mesmo e ele disse que sabia do caso, mas não da denúncia, em que se comprometeu comparecer à redação da TV CMN para esclarecer, o que disse ser um mau entendido. Em nossa redação, o senhor Paulinho da Ambulância, Secretário de Urbanismo confirmou a versão do proprietário da AUTO ELÉTRICA CÉLIO MACEDO, completando que inclusive isso foi a mais ou menos uns seis meses atrás, e que na época, foi ao local conferir se a lixeira estava mesmo colocada em via pública, e foi isso que constatou. Perguntado por que ele mesmo não fez a remoção da lixeira, ele justificou que na época estava muito atarefado comandando a equipe tapa-buracos, e que não vê nada de errado em autorizar um cidadão de bem a prestar um favor ao município. Diante da polêmica, a equipe do Jornal Vejaqui/TV CMN, foi ao local informado e constatou que a lixeira realmente estava lá, inclusive ainda com alguns adesivos da AUTO ELÉTRICA CÉLIO MACEDO colados nela, o que para nós esclarece o caso da lixeira.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: