Adaptação de “A Gata Borralheira” será encenada por alunos de projeto social em Ceilândia

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram



“Pra quem não me
conhece meu nome é Suellen, nascida e criada na Ceilândia. Nasci Sebastião mas
nunca me reconheci assim! Prefiro ser tratada e respeitada como sou, entende?
Mulher, brasileira e trabalhadora! Saca só um pouco da minha história.”



A peça “Ela Acha Que É A Cinderela” é
uma adaptação da peça “A Gata Borralheira” de Maria Clara Machado,
encenada por alunas e alunos da Oficina de Teatro do programa 
Jovem de Expressão em Ceilândia, ministrada pelos professores Elmo Férrer e Camila Ellen. O trabalho final da turma de Teatro do
programa passa-se no subúrbio, ambientada em Ceilândia, a obra busca falar de
temas importantes, principalmente sobre diversidade de gênero e
preconceito social.

Sinopse: 


Suellen é uma travesti que faz bicos pra sobreviver
e mora com a madrasta e as meias irmãs. Sua vida começa a mudar quando descobre
que o Mc Sentindo, um funkeiro muito conhecido no DF, está à procura de uma
dançarina para o seu novo single “Ela acha que é a Cinderela”.
Suellen conta com a ajuda da sua melhor amiga, a Drag Queen Safada Madrinha,
para disfarçada, participar do concurso sem o conhecimento de sua madrasta. Mas
como ser a nova dançarina de um cantor de sucesso sem ser hostilizada e
rejeitada pela sociedade por sua identidade de gênero?

– ENTRADA FRANCA –

Texto: Elmo Ferrér 


Direção: Camila Ellen e Elmo Ferrér 


Fotos: Tatiana Reis

Sexta 20 de Agosto
Centro de Ensino Médio 3 de Ceilândia

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: