Agente do Detran é levado à delegacia acusado de extorsão em Ceilândia

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Um agente do Departamento de Trânsito (Detran) foi levado à delegacia na manhã desta terça-feira (8/3) em Ceilândia acusado de extorsão. Ele teria cobrado R$ 500 para devolvar a carteira de habilitação de um motorista que havia feito o teste do bafômetro. O rapaz de 26 anos havia sido abordado por dois agentes às 23h30 de ontem (7/3).

De acordo o motorista, ele passava sozinho de carro na QNM 02, próximo à 15ª Delegaicia de Polícia, quando foi abordado por dois agentes em uma viatura do Detran. Ao ser perguntado se havia ingerido bebida alcoólica, o rapaz confirmou que consumiu três latas de cerveja durante a tarde. “Eles disseram para eu fazer o teste do bafômetro e eu não me neguei. Só que eles não me mostraram o resultado, pediram o número do meu telefone e só devolveram a documentação do carro”, explicou. Os agentes explicaram que o jovem deveria buscar a habilitação na próxima sexta-feira (11/3) na sede do SIA.

Por volta das 10h de terça-feira (8/3), o rapaz recebeu o telefonema de um homem, pedindo que os dois se encontrassem e que ele levasse R$ 500 para que a habilitação fosse devolvida. “Eu disse que só tinha R$ 300 e ele falou que o dinheiro não era só para ele, ficou então em R$ 400”, disse. Assim que desligou, o jovem procurou o sogro, Robson Marinho dos Santos, que é cabo da Polícia Militar do 1º Batalhão, na Asa Sul. O sogro pediu que o genro seguisse as instruções para que pegassem o suspeito em flagrante. Os dois combinaram então em frente à agência da Caixa Econômica, próximo ao supermercado Tatico, no Centro da Cidade.

O agente, que não teve a identidade revelada, não compareceu, mas outro homem chegou ao local em uma moto. “Ele nem desligou a moto e desceu para pegar o dinheiro. Ele estava com minha habilitação”, contou o motorista. No momento em que ele entregava a quantia, o sogro chegou, acompanhado de outros policiais militares, e deu a voz de prisão. O rapaz, que é rodoviário, foi levado a um posto comunitário, onde confessou que só buscaria o dinheiro para o agente do Detran. Pouco depois, o agente chegou ao local e disse que só pediu para que o outro homem devolvesse a carteira, sem cobrar nada por isso.

Ambos foram encaminhados à 23ª DP (P Sul), onde o caso é registrado. Sogro e genro já foram ouvidos na delegacia, assim como os outros policiais que participaram do flagrante.

De acordo com a delegada plantonista Denise Pereira Rocha, como não houve flagrante, ninguém será preso. Um inquérito será instaurado. “Tudo indica que houve a tentativa de extorsão, porque a CNH, que deveria ser devolvida na sede, foi entregue em frente à Caixa Econômica”, explicou. O agente será investigado por concussão, quando uma autoridade pública exige vantagem em razão do cargo que ocupa. Ambos serão liberados após o interrogatório.



http://www.correiobraziliense.com.br

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: