Agnelo e suas promessas vazias: 100% de banda larga no DF

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Agnelo Queiroz, cada vez mais justificando o apelido Agnulo (Foto: Dorivan Marinho/Folhapress)

Assista ao vídeo abaixo (curto, só 1’39″) e confira o governador Agnelo Queiroz (PT-DF) prometendo que o DF será a primeira unidade federativa do Brasil a ter 100% da população com acesso a Internet banda larga.
Após essa declaração, NADA, ABSOLUTAMENTE NADA foi feito pelo GDF (Governo do Distrito Federal) para concretizar a promessa.
O anúncio foi feito na abertura do II Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas, realizado em Brasília, de 17 a 19 de junho de 2011.
Confesso que eu acreditei. Que eu acreditava. Não mais.


Passados 638 dias (e 20 meses) da promessa, o governo Agnelo Queiroz é uma nulidade completa na área de políticas de comunicação.
Coisas simples, como a instalação de redes WiFi abertas em espaços públicos, que também foram prometidas (veja matéria do Estadão a respeito) e até o momento não há qualquer fio de cabelo movido para tirar isso do papel.
Enquanto isso, cidades pequenas (e pobres, em alguns casos) do Brasil e do mundo avançam na direção da Internet pública. Sem falar da Noruega e da Finlândia, que transformaram o acesso à banda larga em direito constitucional.
No GDF o cenário na alta cúpula é de absoluta miséria intelectual em relação ao tema. O governador, que mal sabe a diferença entre assessoria de imprensa e comunicação pública, ainda vive no mundo analógico e não vê nenhum problema em nomear para comandar a política pública de comunicação pessoas que até podem ser grandes profissionais de imprensa, mas que não têm a menor ideia – e, pior, nem querem ter ou colocar para sua equipe o desafio – do que é a comunicação pública.
Com mais da metade do mandato concluído e sem perspectiva de qualquer mudança em curto prazo, vemos ser desperdiçada uma experiência, sequer iniciada, com potencial de se tornar referência internacional – graças à pequena dimensão do território e da população do DF, além do elevado nível de renda e mesmo da topografia, entre outros elementos favoráveis – em matéria de promoção da “cidadania digital”.
Nem esse, que seria o menos penoso desafio para um governo que tivesse coragem e vontade política, o governo Agnelo consegue enfrentar.
E isso acontece justamente num governo sobre o qual se depositou a esperança de expulsar de Brasília, de uma vez por todas, o espectro da política fisiologista e patrimonialista de Roriz, Arruda, Luís Estevão, Paulo Octávio e as máfias do transporte e de outros serviços essenciais à população.
Espero que você tenha muita, mas muita sorte mesmo até o final do governo, Agnelo. Pois capacidade…
Por Conexão Brasil Maranhão

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: