Agnelo enxuga máquina, afasta PSB e dará mais poderes ao PR.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Sentindo que a crise se alastra a cada dia, o governador Agnelo Queiroz decidiu se socorrer de aliados mais confiáveis. Nas próximas horas ele extinguirá ao menos cinco secretarias e substituirá os titulares do Turismo e da Agricultura, ligados ao PSB, e o de Esportes, do PRB. Quem terá mais espaços será o PR, numa costura que envolve a aliança do PT a nível nacional.
Agnelo decidiu pelas mudanças no momento em que a Câmara Legislativa sinaliza ser irreversível a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar o suposto envolvimento do Governo do Distrito Federal com empresas de fachada do contraventor Carlinhos Cachoeira.

A idéia de enxugar a máquina administrativa com a extinção de órgãos vinha sendo amadurecida desde a posse de Berger Barbosa na chefia da Casa Civil. Deixarão de ter status de secretarias de Estado as áreas que cuidam do Idoso, da Criança, da Igualdade Racial e do Entorno, que passarão à condição de coordenadorias ligadas às secretarias de Governo e à Casa Civil.
No Palácio do Buriti ninguém fala em retaliação ao senador Rodrigo Rollemberg (PSB) que tem endossado as crescentes denúncias contra Agnelo e muitos dos seus secretários. Mas na Câmara Legislativa, onde a temperatura alcançou níveis elevados nesta terça-feira, o sentimento é o de caça às bruxas.
– Estamos vendo que rumos tomar, mas o quadro é muito delicado, disse o deputado distrital Joe Valle (PSB) após confirmar a iminente saída do secretário de Turismo e a entrega, a curto prazo, também da Secretaria da Agricultura. As duas pastas foram confiadas ao grupo do senador Rollemberg logo no início da composição do governo.
O PR terá mais espaço no Governo do Distrito Federal a partir de acordo envolvendo o PT, o PMDB e o próprio Partido da República no cenário nacional. As conversas na Praça dos Três Poderes sugerem que a legenda liderada pelo senador Blairo Maggi trocará o Ministério dos Transportes pelo Turismo; ao PMDB caberia indicar o novo ministro dos Transportes, mas o partido perderia a Agricultura, que ficaria sob o comando dos petistas.
A nível local o PRB, representado na Câmara Legislativa pelo deputado Evandro Garla, está conformado com a perda da Secretaria dos Esportes. Interlocutores do parlamentar sustentam que se é para o bem da governabilidade, o partido manterá seu apoio incondicional ao governador.
Fonte: Notibras

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: