Agnelo minimiza efeitos da crise na segurança pública do GDF

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Os efeitos da crise na Segurança Pública do GDF foram minimizados ontem pelo governador Agnelo Queiroz. Em visita ao Núcleo Rural de Tabatinga, em Planaltina, ele reafirmou que a diretora-geral da Polícia Civil, Mailine Alvarenga, será mantida no cargo. “Segurança é coisa séria. As pessoas que querem desestabilizar a segurança pública estão fazendo um desserviço à população”, afirmou. O deputado Cláudio Abrantes (PPS), um dos que integra a bancada da Segurança na Câmara Legislativa, e que também estava no núcleo rural, disse que a suposta instabilidade foi provocada pela diretora-geral, que teria entrado em conflito com a delegada-chefe do Departamento de Polícia Especializada, Rosana Gonçalves. “Ela (Mailine) teve uma atitude autoritária, que não trouxe benefício à corporação”, analisou, dizendo que a exoneração de Rosana do posto ainda não foi publicada para evitar mais desgaste.

Fonte:CorreioWeb

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: