Agnelo, o inaugurador de obras alheias, faz balanço de gestão no DF.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Em um ano o governador do Distrito Federal Agnelo Queiroz (PT) aumentou a nota que ele deu ao governo de 6 para 8. Em dezembro de 2012, ao fazer um balanço dos dois primeiros anos de gestão, Agnelo tinha dado nota 6 para o seu governo.
Em entrevista exclusiva ao DFTV, Agnelo fez um resumo da gestão dele a frente do GDF.
Escolas Técnicas

Uma promessa de campanha de Agnelo não cumprida até hoje foi a de construir uma escola técnica em cada cidade do Distrito Federal. O governador diz que ainda há tempo de construir as unidades. “Eu vou fazer 14 escolas técnicas no Distrito Federal. Isso está em curso e vou entregar até o final do meu governo. Vai dar tempo porque está em construção”.

Contratação de PMs

Agnelo também disse em campanha que iria contratar 1 mil PMs a cada ano. O GDF abriu apenas um concurso em 2012, com cerca de 900 vagas. “Já botei mais de 2 mil PMs. O concurso está aberto para mil vagas esse ano”, diz o governador.

Sensação de insegurança

“Nós mudamos a política de segurança pública daqueles postos e o policiamento todo estático e parado para um policiamento inteligente. Com o programa Ação Pela Vida, nos reduzimos os indicadores, sobretudo de homicídios e também de sequestro relâmpago”, afirma Agnelo.

Habitação

O governador tinha planejado entregar 100 mil habitações, mas só entregou 3,6 mil casas. “Tem 70 mil unidades habitacionais já lançadas. Nos próximos dias vamos lançar as outras 30 mil. Tem que construir. Eu estou organizando a demanda, com lista única, com transparência”.

Governador e secretário de Saúde

Durante campanha, Agnelo disse que também seria o secretário de Saúde do DF. “Na prática eu sou o secretário [de saúde] porque eu sou o governador. Eu sou responsável por essa área. É a área que mais me absolve, que eu dedico o maior tempo e a maior quantidade de recursos do governo. Eu contratei 23 mil servidores nesse período para o Distrito Federal todo, sendo 13 mil para a área de Saúde. Os investimentos da Saúde ultrapassam 5,8 bilhões em três anos. É o maior investimento da história disparadamente”.

Preparativos da cidade para 2014

“Nós estamos identificando na Copa do Mundo uma oportunidade maravilhosa para preparar nossa cidade não só para a Copa do Mundo, mas para o seu desenvolvimento futuro. Para a geração de emprego, renda, oportunidades para o nosso povo. E fazendo isso com um tempo curto, porque a Copa facilita esses investimentos. São financiamentos a custos baratos. Vários inclusive do Orçamento Geral da União. Portanto, nós não podemos perder essa oportunidade”.

Informações do G1

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: