Agnelo Queiroz promete BRT de Ceilândia até o Plano Piloto

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Ceilândia ganhará integração no transporte no próximo mandato de Agnelo Queiroz no GDF. A medida foi anunciada, nesta segunda-feira (11), pelo candidato à reeleição pela coligação Respeito por Brasília durante visita ao Setor O.
“Estamos fazendo uma mudança total no transporte público do DF, que inclui troca da frota, controle das operações e os corredores exclusivos, como é o caso do Expresso DF Sul e ampliação do metrô”, ressaltou Agnelo.  “Em Ceilândia, vamos integrar os sistemas ampliando as linhas do metrô até o novo terminal rodoviário do Setor O. É uma obra que vai melhorar e aumentar a capacidade do metrô”, completou o candidato à reeleição.

Além de priorizar o transporte coletivo, Agnelo Queiroz também implantou acessibilidade nos terminais metroviários e rodoviários. “É um governo que olhou para as pessoas com deficiência. A troca dos ônibus com novas rampas e elevadores deu mais autonomia e segurança para quem precisa”, agradeceu o cadeirante e presidente do Movimento Habitacional e Cidadania das Pessoas com Deficiência do DF (Mohciped), Sirley Campos.
INTEGRAÇÃO – As obras do Expresso DF Oeste, Norte e Sudoeste já estão em andamento. “Vamos interligar todas as cidades e o Plano Piloto. Isso significa prioridade ao transporte coletivo público, com rapidez, eficiência e menor tempo de viagem para a maioria do povo. A saída é a valorização do transporte coletivo”, acrescentou.
O Expresso DF Oeste irá de Ceilândia ao Plano Piloto em 40 minutos. Serão 39 km de vias expressas sem cruzamentos ou semáforos. A mudança também beneficiará os usuários do metrô, que terá mais cinco novas estações e 7,5 km de linha.
EM ANDAMENTO – Ceilândia vai ganhar sua segunda UPA 24h. Ela funcionará na QI 10, no Setor de Indústria da cidade e atenderá até 500 emergências por dia. Também estão em andamento a construção de duas praças da cultura na QNR 2 e QNM 28 e a implantação de 41 academias ao ar livre.
AÇÕES REALIZADAS – Em Ceilândia, o GDF construiu uma UPA 24 horas com capacidade para 500 atendimentos por dia, reformou seis Centros de Saúde, implantou a Farmácia de Alto Custo, inaugurou o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps), reformou o Banco de Leite e ampliou a UTI do Hospital Regional de Ceilândia.
Na área de habitação, foram entregues 209 casas e 155 moradias estão em fase de contratação para serem construídas na QNR 1. A iluminação pública da cidade recebeu R$ 10 milhões em investimentos, foram criadas 1.000 vagas de estacionamento e todas as feiras foram reformadas e urbanizadas. Além disso, o governo Agnelo construiu e revitalizou 35 km de calçadas, fez a DF 459, entre Samambaia e o Setor P Sul, e a DF 451, que liga Ceilândia a Brazlândia, duplicou as avenidas O 1, O 2 e NM 3, no Setor O.


Na educação, foram construídas 13 creches, cada uma atende 112 crianças de 4 meses a 5 anos de idade, que terão 5 refeições por dia. Já está construindo mais 8 creches, das quais 5 devem começar a funcionar ainda este ano.
Ainda nesta segunda-feira, Agnelo Queiroz caminhou no Setor Habitacional Pôr do Sol, onde inaugurou comitê majoritário, e reuniu-se com fornecedores atacadistas.


Empresários do Setor Industrial de Ceilândia apoiam Agnelo


Representantes do segmento reconhecem empenho do governo para melhorar o local e agradeceram os investimentos nos últimos quatro anos
Responsável pela revitalização do Setor de Indústrias de Ceilândia, Agnelo Queiroz, que concorre à reeleição pela Coligação Respeito por Brasília, recebeu, nesta segunda-feira (11), o apoio formal da Associação das Empresas do Distrito Industrial de Ceilândia (Assedic). Representantes do setor fizeram elogios à gestão de Agnelo e destacaram os investimentos realizados em benefício dos empresários e a população. “O Setor Industrial apoia a reeleição de Agnelo”, afirmou o presidente da Assedic, Rogério Samir Ribeiro.
Agnelo lembra que encontrou o distrito industrial em completo abandono e sem nenhuma infraestrutura. A situação tornava as empresas pouco competitivas e a área, subutilizada. “Demos uma grande prioridade porque o setor produtivo é gerador de empregos, de renda e dinamiza nossa economia. Ceilândia é uma grande cidade e carecia de um polo de desenvolvimento econômico e industrial”, oberva.
Nos últimos quatro anos, Agnelo dedicou atenção ao setor, ampliou a área para instalação de empresas e investiu na infraestrutura, como em iluminação, asfalto novo e rede de saneamento básico. Além disso, na região foi inaugurado um Batalhão do Corpo de Bombeiros e retomadas as obras do quartel da Polícia Militar.
Na avaliação de Rogério Samir, os investimentos da gestão Agnelo foram significativos e o governo sempre ouviu os empresários. “As nossas demandas foram atendidas em 80%. A gente depende do governo para ter infraestrutura, para trabalhar com segurança, com viabilidade de transporte e logística. Então, é muito importante ter esse diálogo aberto”, acrescentou Ribeiro, estabelecido no local há 25 anos.
O empresário Edis Amaral reforça, além das melhorias na área industrial, as quadras residenciais também receberam atenção. Ele citou como exemplo a construção da Unidade de Pronto Atendimento. Esse conjunto de ações valoriza o setor da cidade e aumenta a confiança do investidor. “Toda vez que o empresário tem segurança para investir, ele tem capacidade de desenvolver emprego, de gerar riquezas para o estado, pagar impostos. A gente tem que agradecer muito ao Agnelo”, reconhece.

Fotos 

Deixe uma resposta

Posts Relacionados

%d blogueiros gostam disto: