Agnelo usa geladeiras usadas para autopromoção.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, poderá ser investigado por utilizar o programa “Cidadania com Energia”, que distribui geladeiras econômicas a famílias carentes, para fazer propaganda eleitoral antecipada.

 Um requerimento contra Agnelo foi protocolado na Procuradoria Regional Eleitoral pelo ex-deputado distrital Raimundo Ribeiro (PSDB), que ressaltou que front lights (telões), espalhados por Brasília, estavam mostrando a imagem do governador entregado o benefício a pessoas inscritas no programa, o que caracterizaria a propaganda eleitoral antecipada, já que o Estado deve ter uma gestão impessoal. “É muito explicita a propaganda antecipada. O governador está usando dinheiro público para se promover com obras e a entrega dessas geladeiras”, declara Ribeiro.
A impessoalidade
O ex-distrital afirma que o problema não está no programa, mas na exploração do mesmo: “O que estamos atacando não é o benefício, mas a divulgação da imagem do governador Agnelo vinculada ao programa”, destaca  Ribeiro, que continua: “Ele como um político experiente, cercado de advogados bem pagos, deveria saber disso melhor do que ninguém. A administração do Estado é impessoal”.
Segundo a denúncia, a atitude do governador se carecterizaria nos crimes de: abuso de poder político, uso indevido da máquina pública, com potencialidade para repercurtir no resultado das eleições e abuso do poder econômico e de autoridade. “Não sei se o Ministério Público Eleitoral tinha percebido as irregularidades, agora terá que se posicionar”, ressalta Raimundo.
Uma outra irregularidade
Apesar de não ter relatado no requerimento à Procuradoria Regional Eleitoral, Raimundo Ribeiro levanta novas suspeitas, agora, sobre a utilização de front lights pelo Governo do Distrito Federal. O ex-distrital afirma que desconhece qualquer processo para a contratação dos equipamentos, o que pode se tornar uma futura representação contra Agnelo Queiroz.
“Podemos ir mais além: quem são os donos dos front lights que estão sendo utilizados pelo GDF? Eu não vi qualquer processo licitatório para a locação desses outdoors”, questiona o ex-distrital.
 Raimundo Ribeiro afirma que não quis envolver seu partido, por isso resolveu denunciar  por conta própria: “Eu procurei a Justiça como cidadão e advogado, pois não posso compactuar com essas irregularidades. Eu apenas comentei com algumas pessoas do partido, mas fiz as denúncias por minha conta”.
 Por meio da Secretaria de Comunicação (Secom), o Governo do Distrito Federal respondeu que “ainda não foi notificado, mas está seguro da regularidade de suas ações”. 
Até o fechamento da matéria a Secom não havia respondido sobre os contratos de outdoors feitos pelo GDF.
Velhas por novas
  
O programa “Cidadania com Energia”, da Companhia Energética de Brasília (CEB), tem como objetivo trocar geladeiras velhas, de famílias carentes, por novas que tem um consumo mais baixo.
 Para receberem as novas geladeiras as famílias têm que estar cadastradas na Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedest) e estar participando de programas sociais do governo.
 Estão cadastradas no programa 82 mil famílias e a previsão é de que, até o ano que vem, 24 mil geladeiras sejam distribuídas.
 4.725 casas já receberam os eletrodomésticos, que em pregão custam R$ 517,20.

Informou Jornal de Brasília / Blog do Odir

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: