Aluguel de carros: secretaria investiga denúncias.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
A Secretaria de Transparência e Controle do Distrito Federal já começou a investigar as supostas irregularidades na licitação envolvendo o aluguel de 400 veículos zero-quilômetro para atender a demanda do Governo do Distrito Federal. Entre as irregularidades, estaria o envolvimento de um funcionário da Câmara Legislativa, Edmilson de Jesus, que responderia pela empresa vencedora, a Automais. O contrato é de R$ 4 milhões anuais, mas a empresa ainda precisa adquirir todos os veículos.

As denúncias, que o Jornal de Brasília vem apurando e divulgando desde o fim de setembro, começaram a ser investigadas depois que o deputado distrital Chico Leite (PT) encaminhou um ofício para a secretaria, na última sexta-feira, solicitando que o pregão fosse investigado.

O secretário da pasta, Carlos Higino, garante que as investigações tiveram início assim que foi informado dos fatos. “Assim que soube, determinei à controladoria que verificasse a legalidade de toda a documentação que foi apresentada pela empresa durante o processo de licitação”, informa o secretário.

Um dos principais pontos que serão analisados pela secretaria é se a empresa terá capacidade de cumprir o que
pede o edital. Como mostrou o JBr na edição de domingo, o próprio Edmilson de Jesus, que em setembro recebeu a reportagem como representante da empresa, admitiu que a Automais não tinha de pronto os 400 carros para ceder ao GDF, e que estava conversando com bancos para pegar um empréstimo e comprar os veículos.Edmilson, no entanto, não quis falar qual era o banco, mas a reportagem do JBr apurou que o Banco de Brasília (BrB) seria um deles. Informações do Jornal de Brasília.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: