Alunas de Ceilândia irão representar o DF nos Jogos Escolares da Juventude

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

[Agência Brasília] Selecionados na etapa
distrital, 161 alunos de Brasília representarão a cidade nos Jogos
Escolares da Juventude na
etapa de 12 a 14 anos. As disputas nacionais da categoria vão de 20 a 29 de
setembro, em João Pessoa (PB). Sessenta e dois estudantes da delegação do
Distrito Federal são da rede pública de ensino.

A equipe de handebol feminino,
por exemplo, é formada por alunas do Centro de Ensino Fundamental nº 13 de
Ceilândia. No horário contrário à aula, elas treinam três vezes por semana em
uma quadra de esportes comunitária da QNP 14, por meio do Centro de Iniciação Desportiva (CID),
programa da Secretaria de Educaçãoque
existe há mais de 30 anos.

Professor da pasta há 20 anos,
o técnico do time, Valdeci Santos, de 48 anos, tem 17 anos no comando de
atividades esportivas do CID da região. “Divulgamos nas escolas do P Sul, e
geralmente os alunos começam a treinar com 11 ou 12 anos”, explica.

As atletas do handebol
chegarão à etapa nacional com uma campanha de classificação invicta no
currículo. Elas não perderam nenhuma disputa no 56º Jogos
Escolares do DF 
organizado pela secretaria e seletiva para a competição em João Pessoa. As
meninas creditam a boa preparação às cobranças do treinador tanto técnica
quanto disciplinar.

“Não pode faltar aos treinos.
Senão ele coloca no banco no jogo seguinte”, conta Camila Santos, de 13 anos,
que joga como pivô. A armadora central do time Jéssica Ximenes, também de 13
anos, ainda comemora a conquista da vaga com direito à revanche. “No ano
passado, elas [atletas do Centro Educacional Católica de Brasília] nos tiraram
da final. Este ano foi acirrado, mas desempatamos nos últimos segundos da
prorrogação”, relembra o feito.

Custos com a participação nos
Jogos Escolares da Juventude

Os uniformes e as passagens de
toda a delegação brasiliense — incluindo atletas de escolas públicas e
privadas, técnicos e dirigentes — são custeados pela Secretaria de Educação. A
hospedagem fica sob responsabilidade do Comitê Olímpico do Brasil (COB),
organizador dos Jogos da Juventude. Já a alimentação é arcada pela cidade sede
do evento.

Os Jogos Escolares do DF de
2015 tiveram gastos de cerca de R$ 2,2 milhões, de acordo com a pasta. O
orçamento deste ano ainda não foi finalizado pela secretaria, que aguarda a
conclusão da etapa de 15 a 17 anos. Na edição de 2016, 4.246 alunos de escolas
públicas e 71 escolas participaram na etapa de 12 a 14 anos. Para a etapa de 15
a 17 anos, a organização recebeu inscrições de 200 escolas — o levantamento dos
alunos ainda não foi concluído.

Colaborou Samira Pádua.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: