Alunos da rede pública do DF ganharão bolsa para estudar na Argentina.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Alunos do ensino médio matriculados na rede pública de ensino do DF serão beneficiados, a partir do próximo ano, pelo protocolo de intenções, assinado na manhã de hoje (2) em Buenos Aires pelo governador Agnelo Queiroz e pelo ministro da Educação da Argentina, Alberto Sileoni, que permitirá a estudantes do DF viajar para o país vizinho com bolsas de estudo.

“Temos muito interesse em enviar nossos alunos para estudar aqui, para se aperfeiçoarem, se familiarizarem com a língua e conhecerem a cultura”, explicou o governador, pouco antes da assinatura do acordo.

“Podemos negociar a vinda deles para outras províncias, não só para Buenos Aires”, respondeu Sileoni ao comentário de Agnelo.

O protocolo de intenções entre o GDF e o governo argentino incrementa o programa “Brasília Sem Fronteiras”, instituído hoje por decreto no Diário Oficial. Por ele, estudantes da rede pública ganharão bolsas de estudo no exterior para estudar temas ligados à inovação tecnológica e à ciência e aprofundar conhecimentos em línguas estrangeiras.

“Nossa intenção é que já no próximo ano alunos nossos do ensino médio passem entre dois e seis meses cursando o ensino médio na Argentina”, avisou o secretário de Assuntos Internacionais, Odilon Frazão, integrante da comitiva.

“Em Brasília, não só pagamos o melhor salário do Brasil como temos os melhores indicadores educacionais do país, então temos muito a oferecer”, completou o secretario de Educação, Denílson Bento da Costa.

A missão à Argentina se prolonga por todo o dia de hoje (2) e amanhã (3). Também compõem a comitiva os secretários de Turismo, Luís Otávio Neves, de Ciência e Tecnologia, Glauco Rojas, e de Comunicação Social, Ugo Braga.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: