Alunos da UnB em Ceilândia perdem pesquisas por falha de energia no campus

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Estudantes de pós-graduação da Universidade de Brasília em Ceilândia
(FCE) perderam pesquisas em andamento em razão da falta de energia na
instituição na manhã de segunda-feira (04/01) que durou cerca de uma hora. A
instabilidade no fornecimento de luz é um problema que os alunos reclamam há
meses. Eles temiam a perda de projetos em razão do início do período chuvoso, o
que aconteceu.

Karollyne Morais, 27 anos, participa do programa de pós-graduação em
Ciência da Saúde e estuda cultura de células de câncer, mantidas em estufa. Ela
conta que na queda de energia na segunda-feira a estufa se desregulou e alterou
os parâmetros. “Isso matou todas as células que há quatro meses estávamos
observando”, lamenta. A estudante revela que não foi a única. “O
freezer tem amostras de vários alunos e inúmeros projetos que também sofreram
perdas.”

Essa
não foi a primeira vez que a veterinária teve prejuízo. Em outubro ela perdeu
amostras biológicas do estudo sobre o composto MST312, que pode gerar um novo
protocolo de identificação de células com câncer, quando o campus ficou às
escuras por 12 horas. O caso afetou seis meses do trabalho. “A universidade
parece fazer pouco caso, protelando uma solução. Investimentos foram feitos
nesses projetos, gastamos tempo e dedicação. Quando algo é publicado em
congresso ou revistas científicas, é o nome da universidade que estamos
levando”, reclama. Ela precisa dos dados da pesquisa até o fim do primeiro
semestre de 2016 para cumprir o prazo do curso.

*Informações do Correio Braziliense

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: