Após dois anos, restaurante comunitário do Sol Nascente em Ceilândia é inaugurado

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
O governador Rodrigo Rollemberg inaugurou, nesta
segunda-feira (23), o Restaurante Comunitário do Sol Nascente. O restaurante com o nome sugestivo, está localizado no Setor QNR de Ceilândia, ao lado do Sol Nascente. Nos primeiros
meses de funcionamento, abrirá apenas para o almoço, das 11 às 14 horas. A
expectativa é que, a partir de julho, ofereça também o café da manhã ou o
jantar, de acordo com a demanda. O terceiro turno de atividade deve ser
implementado a partir do segundo semestre, ainda sem prazo definido.

A empresa Cozisul,
do Espírito Santo (responsável pela administração da unidade), tem o prazo de
12 meses, prorrogáveis por 60 meses, para o preparo, fornecimento, transporte e
distribuição das 3 mil refeições diárias. O contrato é pago de acordo com o número
de pratos servidos. 

O empreendimento no
Sol Nascente é o maior e o mais moderno. “Ele terá inclusive abastecimento
por meio de energia solar na lavanderia e na cozinha”, explica o
subsecretário de Segurança Alimentar e Nutricional, da Secretaria do Trabalho,
Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos,
Jefferson Urani. A manutenção das placas solares fica a cargo da Cozisul.

O governador falou
sobre a redução no preço dos restaurantes. “Quando aumentamos o valor,
houve o agravamento da crise nacional. O número de usuários por dia baixou de
32 mil para 17 mil. Com isso, ocorreu uma perda de escala e as empresas
que administram os restaurantes reivindicaram o reajuste do preço. Fizemos as
contas e percebemos que se reduzíssemos para R$ 1, para os beneficiários do
Cadastro Único do Distrito Federal, e para R$ 2, para os demais usuários,
aumentaríamos de 17 mil para 27 mil usuários por dia. O aumento do subsídio
seria de apenas R$ 1 milhão para garantir um benefício extremamente positivo”,
afirmou.

Investimento

A construção começou em 31 de julho de 2014, com recursos do
Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e do governo de Brasília. O custo
total é de R$ 3.714.503,91, destes, R$ 1,4 milhão vieram do governo federal, R$
2,080 milhões em recursos distritais e R$ 234.503,91 de rendimentos do dinheiro
aplicado. O espaço tem 1.151,82 metros quadrados de área construída e salão com
capacidade para 384 lugares. Além disso, o estacionamento interno tem 69 vagas,
rampas de acessibilidade e corrimãos de apoio.



Restaurante Comunitário do Sol Nascente

QNR 01, Área Especial 2 — Ceilândia



*Com informações e imagem Agência Brasília

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: