Arlete não deve levar comissão.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


Por Lorena Pacheco – Os deputados distritais se reuniram pela primeira vez nesta terça (7). Na pauta, assuntos diversos. Mas o tema mais debatido foram as comissões permanentes da CLDF. Arlete Sampaio, que na segunda havia dito ao Alô que queria participar de duas delas, saiu sem o apoio necessário e tudo deve ficar como está. Os líderes dos blocos terão outro encontro hoje para fechar o assunto.
O presidente Patrício (PT) colocou vários assuntos na pauta do encontro, entre eles a verba publicitária, a gestão da Casa e os vetos que estão na Ordem do Dia. Mas os parlamentares queriam mesmo era tratar das presidências das comissões.
Após a deputada Arlete tornar público seu desejo de compor a Comissão de Assuntos Fundiários (CAF) ou a Comissão de Educação, Saúde e Cultura (CESC), os parlamentares começaram a analisar as possibilidades.
Wellington Luiz (PPL), que está com um pé no Executivo, disse que a situação das comissões ainda não está definida. Eliana Pedrosa (PSD), que faz parte da CESC e da Comissão de Economia, Orçamento e Finanças (CEOF), defende que tudo fique como está. “O que eu disse lá dentro é que ou fica do jeito que está ou revemos tudo”. A deputada revelou que um grupo grande de parlamentares está trabalhando para que não haja mudança nas comissões.
Chico Vigilante, líder do bloco PT-PRB, afirmou que continua trabalhando para que Arlete consiga compor a Comissão de Educação. “Estamos insistindo em ter uma ex-vice-governadora na CESC, mas o jogo é claro”. O deputado reconhece a dificuldade de ter apoio dos outros 22 distritais para que haja mudanças nas comissões.
O líder do bloco (PPS/PSB/PDT), deputado Professor Israel Batista, não acredita em alterações importantes. “A tendência é que tudo continue como está e as eventuais acomodações sejam feitas numa discussão interna dos blocos”, comentou.
Uma fonte afirmou que não há real interesse na Câmara Legislativa, principalmente dos líderes dos blocos, de ceder ao pedido de Arlete Sampaio. “A deputada quer fazer barulho e criar um fato político”, opinou.
A reportagem não conseguiu contato com a deputada Arlete Sampaio.

Fonte: Blog do Odir / Jornal Alô

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: