As contas não batem.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O grupo empresarial responsável pelos pacotes VIP da Copa do Mundo de 2014 superfaturou a hospedagem da seleção brasileira num amistoso pago com dinheiro público, mostram notas fiscais obtidas pela Folha
Em novembro de 2008, a Pallas Turismo, do Grupo Águia, foi responsável pela hospedagem das seleções de Brasil e Portugal, em amistoso realizado em Brasília.

A partida foi bancada com dinheiro público do governo do Distrito Federal –R$ 9 milhões. Como a Folha revelou, o jogo é investigado por suspeita de desvio de dinheiro.
A empresa contratada foi a Ailanto Marketing, cujo dono é Sandro Rosell, presidente do Barcelona e denunciado na Justiça por fraude na organização da partida….
Blog do GBU

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: