“Asfalto Novo” : Governo do PT tenta outra vez tapear os brasilienses.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Recapeamento de pistas sem a remoção do asfalto antigo está transformando as vias do DF em perigosas armadilhas
Share Button
Eixo4
Quem acompanhou a reta final do governo petista de Cristovam Buarque ainda deve ter frescas na memória as cenas de máquinas e operários trabalhando febrilmente para recapear o asfalto das principais vias do Distrito Federal, em uma tentativa desesperada de maquiar, no último minuto do segundo tempo, o descaso e a incompetência que foram a principal marca do mandato do agora senador pelo PDT-DF.

A manobra falhou, o PT foi apeado do poder e permaneceu por um longo período longe do Palácio do Buriti. Poderia ter aproveitado a temporada no ostracismo para fazer uma autocrítica e evitar que, algum dia de volta ao governo, viesse a cometer os mesmos erros. Mas não foi o que aconteceu.
Década e meia depois, um governo do PT, desta vez chefiado por Agnelo Queiroz, tenta reeditar a mesmíssima tentativa de tapeação que vitimou os brasilienses durante a primeira passagem do partido pelo GDF.
Segundo o governo, somente na área central de Brasília serão investidos aproximadamente R$154 milhões com a recapeação do asfalto. E até 2014, 6 mil quilômetros da malha viária do DF, que tem o total de 11,7 mil, serão reconstruídos, no que seria, segundo o GDF, ”não uma simples operação tapa-buraco, mas uma recuperação completa do asfalto no DF.”
Pura lorota. Tanto agora quanto quinze anos atrás, o recapeamento está sendo feito sem um mínimo de critério e sem que as pistas passem pelo procedimento de fresagem (remoção do asfalto antigo).
O resultado dessa irresponsabilidade está bem visível no Eixo Monumental (foto) onde, ao simplesmente sobrepor mais uma camada de asfalto à camada pré-existente, sem removê-la, a pista ficou exatamente da mesma altura do meio-fio. Ali, já não se sabe mais o que é pista e o que é calçada. As bocas-de-lobo e as tampas dos bueiros, por sua vez, ficaram vários centímetros abaixo do nível da via, transformando-se em armadilhas perigosas para os motoristas que nela trafegam.

Além de colocar em risco a vida da população, ao deixar de fazer a fresagem e sair recapeando indiscriminadamente até mesmo trechos com asfalto em boas condições, gastam-se mais tempo e material, o que encarece a obra – para alegria das empreiteiras e infortúnio dos contribuintes.

Será que os governante petistas insistem em cometer os mesmos erros por desleixo, incompetência, má-fé ou tudo isso junto e misturado?
Informou o Ceilândia.com

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: