Banco de Leite de Ceilândia pede doações em caráter de urgência

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Desde o início do ano os índices de doação de leite no Hospital Regional de Ceilândia (HRC) diminuíram consideravelmente e chegaram a índices críticos.  A demanda mensal que o hospital recebe é de 120 litros para abastecer a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Neonatal, em janeiro, foram arrecadados apenas 42 litros. Nesse mês de fevereiro até o momento, apenas 30 litros estão no freezer do HRC, representando 25% do necessário. Os estoques de leite materno nos hospitais públicos do DF cada dia que passa preocupa mais.
Segundo a chefe do banco de leite do HRC, Derlucy Gomes, o hospital nunca passou por um momento como este. “Houve épocas que recebíamos 30 litros de leite por dia, agora, esse valor não consegue ser atingido nem em uma semana inteira”, lamenta. Ainda segundo ela, a produção é muito relativa e varia de mãe para mãe. “Já tivemos doadoras que, em uma semana, conseguiram coletar 10 litros”, disse Derlucy. Em 2010, os bancos de leite do DF arrecadaram 17, 800 litros.
Quem pode doar
Somente as lactantes em perfeitas condições de saúde podem ser doadoras. As regras para a coleta de leite são parecidas com as de sangue. Mães que estejam tomando medicamentos controlados, gripadas, ou que possuam determinadas doenças sexualmente transmissíveis não podem doar.
Como doar
Mães que querem fazer a doação devem ligar no número 3372-9652 e uma equipe do Banco de Leite Humano do Hospital Regional de Ceilândia vai até a casa da doadora para recolher o alimento. Se preferir pode ligar também para o Corpo de Bombeiros, disque 193.
Colaborou: Lanya Garcia e Cristiane Matos
Foto: Google

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: