‘Batcaverna de Ceilândia’ vira ponto de entulho 1 ano após demolição

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
demolição do
prédio abandonado conhecido como “batcaverna”
, em Ceilândia, no Distrito Federal, melhorou o problema de insegurança na
região, mas criou um novo ponto de descarte irregular de entulho. A avaliação
foi feita ao 
G1 pelos moradores do local, um
ano depois da derrubada da estrutura.

Para Luís Gonzaga, morador de um prédio ao lado da
antiga “batcaverna”, o maior problema era a insegurança gerada pelos
frequentadores de uma estrutura que estava abandonada desde a década de 1990.
Segundo ele, a região era frequentada por traficantes, o que gerava medo na população.

“Toda hora
tinha alguém usando ou vendendo drogas. Sem contar que os bandidos intimidavam
quem passasse por aqui. Era terrível”, disse Gonzaga.

Gonzaga, porém, disse que o local virou ponto de
entulho. No meio do terreno, é possível encontrar uma pilha de asfalto
descartada após o recapeamento da rua ao lado. Na entrada do terreno, é
possível encontrar areia e brita utilizadas na construção de um prédio vizinho.

Ainda é
possível encontrar entulho da antiga edificação, demolida pela Agência de Fiscalização
do DF (Agefis). Há barras de ferro e pedaços soltos de cimento.

O vendedor João Cardoso, que trabalha ao lado do terreno, acredita que a
derrubada do prédio foi boa, mas também reclamou do fato de o terreno ter se
tornado espaço para descarte de lixo e entulho.

Ao G1, a Agefis informou que as barras de ferro que
estavam saindo do chão “devem ser da estrutura que estava em baixo [do
prédio] e, provavelmente, começou a sair”. Segundo a agência, a Novacap
limpou o terreno em três dias após a derrubada do prédio.

A Administração
de Ceilândia informou que vai enviar uma equipe de obras para realizar a
limpeza do local na manhã desta segunda-feira (7).




Entenda o caso

A derrubada do prédio era uma reivindicação dos
moradores da região havia mais de 25 anos. O edifício começou a ser construído
com o objetivo de instalar uma clínica médica na década de 1990. Porém, devido
a um impasse judicial entre os sócios, a obra acabou abandonada.

Com o tempo, o
local foi tomado pela criminalidade e virou ponto de tráfico de drogas em
Ceilândia.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: