Bibliorodas: Projeto que estimula a leitura em Ceilândia se espalha pelo país

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O
Bibliorodas surgiu de uma proposta simples, mas muito nobre. O projeto social
visa levar a leitura para potenciais leitores, estimulando assim não só a
leitura, mas a escrita e o interesse pelos livros. A ação, de iniciativa
voluntária e sem apoio governamental, já conta com um acervo de mais de 3 mil
livros, além de ramificações por outros cinco municípios no sertão do Ceará.

Tudo
começou no Shopping popular de Ceilândia, no início, em 2010. Clara Etiene,
formada em letras, com mestrado e doutorado na área de leitura e formação do
leitor; e Edna Freitas, também com mestrado em literatura, foram convidadas por
Ana Maria Oliveira Lima, assistente social, feirante no espaço e a mãe de
Clara, a criarem um espaço para estimular os feirantes a lerem e escreverem.
Eram oficinas destinadas e essa finalidade batizada de sábado e tardes
literárias. Com o tempo, e a experiência, o foco mudou. “Nós fomos
observando que a medida que os feirantes gostavam da leitura, escrever e outras
habilidades cresciam naturalmente”, conta Clara.
Foi
então, que, em 2012, elas tiveram uma ideia: deixaram de ficar esperando pelos
leitores em um ponto fixo e passaram a buscar potenciais interessados.
“Pode ser qualquer um, adultos descansando depois do almoço, ou crianças,
acompanhando seus pais no trabalho, por exemplo. A ideia é criar o gosto pela
leitura nas pessoas”, comenta.
Junto a essa ideia, surgiram os carrinhos, cada um
carregado com livros de literatura para todos os tipos de público. “Os
livros que mais saem são os livros infantis e os romances. Mas um fato curioso
é que os infantis são emprestados tanto por crianças quanto por adultos. Acredito
que as cores e a linguagem sejam atrativos, além de muitos aproveitarem para
ler para seus filhos”, explica a idealizadora.
Para ajudar
As pessoas podem
entrar em contato pelo e-mail bibliorodas@gmail.com o projeto aceita doações de
livros de literatura apenas

Informações de Renata
Rios do Correio Braziliense

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: