Blocos Menino de Ceilândia e Mamãe Taguá garantiram a animação em Ceilândia

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
O aquecimento para o Carnaval já chegou às ruas do Distrito Federal. Muita animação, irreverência e novidades vão marcar a passagem dos blocos carnavalescos na folia de 2014. Em um dos primeiros ensaios do Carnaval de rua, a animação  ficou por conta do frevo e do axé. Os blocos Meninos de Ceilândia e Mamãe Taguá se reuniram ontem em Ceilândia Sul e mostraram para o público um aperitivo do que vão ser os quatro dias de festa, que começa em 1º de março.

A alegria  contagiou o público  que acompanhou de perto os testes. Enquanto as bandas se aqueciam, os dançarinos e o grupo de frevo também ensaiavam passos animados.  O ensaio  ajuda em uma avaliação prévia dos projetos para os dias de folia.
Os blocos Menino de Ceilândia e Mamãe Taguá são reconhecidos pela tradição no DF. O grupo de Ceilândia  tem 20 anos de existência e o da região de Taguatinga tem história em 18 anos de Carnaval. Na tarde de ontem, os dois  invadiram a avenida da ENN 2/4 de Ceilândia Sul.

Novidades

A banda do Mamãe Taguá conta  com dez integrantes. Um dos líderes do grupo, Jorge Simas, explica que para o Carnaval de 2014 a novidade são alas diferentes e uma maior estrutura de som. “Vamos fazer a reprodução simultânea da saída do bloco no nosso site. Sábado e segunda-feira de Carnaval vamos desfilar na Praça do DI. Já o domingo e a terça-feira vão ser específicos para o bloquinho Mamanhê, que é voltado apenas para as crianças”, destaca.
Segundo Simas, até março ainda hátem a expectativa do grande grito carnavalesco com os oito blocos mais tradicionais do Distrito Federal. O encontro vai ser no dia 22 de fevereiro, na 302 Norte. “O Carnaval trabalha a cultura popular. Vivemos do Carnaval de rua, que contagia a todos. Esse ano vamos ter 36 bonecos gigantes, 20 pernas de pau, além da banda de Maracatu”, ressalta.
Fôlego
Um dos integrantes da banda, Marcio de Sousa, 22 anos, assume  trombone de vara. O músico destaca que fôlego é o que não falta. “Quatro dias de folia é pesado, mas trabalhamos com a festa e isso é um prazer imenso. Levamos alegria para o povo do DF e também curtimos a folia”, conta. Ele está se preparando para garantir a alegria nos quatro dias de folia. 

Preparativos para garantir uma bela festa

O bloco Meninos de Ceilândia também está na expectativa para o Carnaval no próximo mês. O presidente do grupo, Ailton Velez, destaca  os preparativos durante todo o ano com oficinas de frevo, dança e ensaio da banda de 30 integrantes. Este ano, o bloco vai homenagear a cultura negra e as referências culturais do Brasil. “Foi com os negros que surgiram a música, a capoeira e até mesmo os passos do frevo. Para o Carnaval vamos apresentar pelo menos 20 passos”, afirma.
A passista  e professora do grupo Tauana Barros, 23 anos, lembra a necessidade de disposição e preparo físico para os dias de folia. “Com alegria de dançar e preparo físico a gente faz dias lindos de alegria. Estou há três anos no grupo e amo o Carnaval”, ressalta.

Famílias reunidas

Quem acompanhou o ensaio gostou do resultado e já se animou. Foi o caso da professora Suzana Cristina Miranda, de 36 anos, que acompanha há dois anos o Carnaval de rua do DF. Ela sempre vai acompanhada dos filhos de 15 e oito anos. “Todo mundo gosta e aprecia o Carnaval. Esse é um momento para encontrar a felicidade e  não se preocupar com o que vai vir depois desse período. São dias de descontração e alegria”, afirma.
Sabrina Mayna, de 34 anos, também prestigiou o aquecimento dos blocos de rua com os filhos  e destaca a alegria e irreverência nas ruas das regiões administrativas. “As regiões longe do centro já criaram a tradição do Carnaval. Fora do miolo de Brasília também tem folia e alegria”, ressalta.

Ponto de vista
 
O presidente da Liga dos Blocos Tradicionais de Brasília, Jean de Sousa Costa, conta que a estimativa é  que 500 mil pessoas acompanhem o Carnaval de rua durante os quatro dias de festa. A programação também já foi esquematizada com pelo menos 40 apresentações dos blocos de rua. “Os grupos já estão no aquecimento e sábado passado aconteceu o primeiro ensaio. Hoje (ontem) está sendo a vez dos blocos de Ceilândia e Taguatinga e no próximo fim de semana vão  acontecer os preparativos dos Raparigueiros e Baratona na Cangandolândia”, explica.
 
Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: