Brunelli: Reza da espanta retaliação.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Agora sim, está tudo esclarecido. Ufa! O ex-deputado distrital Junior Brunelli (PSC), que estrelou o famoso vídeo da “oração da propina”, depôs ontem em audiência de instrução no Ministério Público que ouve envolvidos no esquema revelado pela Caixa de Pandora. Muita esclarecedora, entre as declarações do ex-deputado, foi a explicação sobre a tão famosa oração. Enquanto nós, na maldade chamamos de “oração da propina”, Brunelli nos deu uma aula ontem, revelando que a oração era mais uma “reza de afasta Arruda” que qualquer outra coisa. Segundo o ex-distrital, como ele sofria muita pressão do governo Arruda e era pré-candidato ao Senado na época, fez a oração para “espantar retaliação”. Conforme o depoimento, ele pediu forças divinas porque precisava sair do PFL , hoje DEM, para filiar-se ao PSC. Tudo explicado, então.

PDOT foi pago


Já Durval Barbosa, o ex-secretário e delator de todo o esquema divulgado pela Caixa de Pandora, chutou o balde e tornou público certas coisas… Brunelli não soube dizer por que a polícia encontrou um documento na casa de José Geraldo Maciel onde se lia Brunelli – 4x. Segundo a jornalista Lilian Tahan, em seu Twitter, Durval esclareceu: “Era pagamento do PDOT”.


Freguês


Ainda segundo Twitter da jornalista, Durval disse que Brunelli “quase toda a semana passava no gabinete para receber dinheiro”, e contou que o ex-deputado Leonardo Prudente, o do dinheiro nas meias (ou melhor, vestimentas), “entrava nas licitações públicas para extorquir concorrentes. Cobrava 5%”.



Ons e Offs

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: