Caça aos votos: Eles só aparecem nas eleições

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Moradores de regiões carentes do Distrito Federal reclamam de uma prática rotineira em época de campanha eleitoral: o aparecimento de candidatos, muitas promessas e poucas delas cumpridas, após o período. A relação de dependência entre políticos e moradores de localidades, como o Sol Nascente e a Estrutural, transformam essas regiões em um Eldorado dos votos. 

Têm grande população e enorme necessidade de serviços públicos. Sem estrutura básica à disposição, moradores veem na barganha para apoiar candidatos a chance de, ao menos individualmente, melhorar suas condições.


Laboratório 

Morador do Sol Nascente há dez anos, o porteiro Valdimar Ferreira dos Santos, 36 anos, afirma que o atual governo e deputados eleitos  para esta legislatura fizeram muitas promessas, mas elas não foram cumpridas. “Os políticos querem voto e fazem do Sol Nascente um laboratório para conseguirem esses votos”, reclama o morador que completa: “Deputados que estiveram aqui ficaram nos seus cargos por quatro anos, não fizeram nada e agora falam que farão se tiverem outros quatro”.

Para Leonardo Barreto, doutor em Ciência Política pela Universidade de Brasília, regiões carentes são propícias para que os candidatos busquem votos. “Nessas localidades, o básico não é universalizado e quem controla a criação de melhores condições são os políticos. Para as pessoas de regiões carentes, a eleição acaba sendo muito decisiva, mesmo que seja individualmente, incluindo aí um emprego”, analisa.
De acordo com o sociólogo, os eleitores muitas vezes não lembram sequer em quem votaram em eleições anteriores e mudam de ideia conforme a oferta.
Jornal de Brasília

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: