Câmara diz que vai investigar suspeita de fraude na votação de Raad.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


Antes do início da votação sobre a cassação de Raad Massouh (PPL), ao microfone do plenário da Câmara Legislativa, o deputado Chico Vigilante (PT) fez uma piada. Afirmou que ali não havia risco de ocorrer fraude porque não existia painel eletrônico. Ele referia-se ao episódio da violação do painel do Senado, em que parlamentares souberam como votaram os colegas por ocasião da cassação do mandato de Luiz Estevão, em 2001. A decisão de ontem, na Casa Legislativa do Distrito Federal, seria por meio de voto em papel. Mas, por volta das 18h45, quando todos esperavam o resultado, a Mesa Diretora constatou haver mais cédulas depositadas na urna do que deputados aptos a escolher. A apuração constatou 24 papéis, mas 23 distritais podiam participar da decisão, pois Raad preferiu abster-se.

Depois do constrangimento por causa da suposta fraude, houve bate-boca entre alguns parlamentares. O presidente da Câmara, Wasny de Roure (PT), decidiu suspender a sessão e convocar novo pleito. Nenhum voto da primeira escolha foi divulgado. “Neste momento, temos que repetir a votação. Quanto mais postergarmos isso, maior será a delonga”, afirmou Roure. Já Chico Vigilante, que trocou a primeira brincadeira por um ar sério, sugeriu que ele e mais dois distritais acompanhassem o depósito dos votos ao lado da urna, o que foi negado. Como no primeiro escrutínio, os deputados eram chamados um a um, seguindo ordem alfabética. Após confirmar presença, o distrital seguia sozinho a uma cabine secreta, ao lado da mesa principal.

O que ninguém conseguiu explicar foi como houve uma cédula a mais, mesmo com dois seguranças da Câmara ao lado da cabine. Como somente parlamentares tiveram acesso a ela, pairou a suspeita de que um deles tentou atrapalhar o pleito depositamdo mais de uma cédula. Diante da celeuma, o deputado Chico Leite (PT) pediu instauração de sindicância para saber por que foram encontrados 24 envelopes na urna durante o primeiro pleito. Wasny de Roure acatou o pedido, mas não explicou como será feita a apuração nem falou em prazo.
Informou o Correio Web

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: