Câmara se finge de morta e adia representação contra distritais condenados na Caixa de Pandora

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


Mesmo com o espírito de moralização das ruas, a Mesa Diretora da Câmara Legislativa adiou um posicionamento sobre a representação contra os deputados Rôney Nemer (PMDB), Aylton Gomes (PR) e Benedito Domingos (PP), condenados por suposta participação nas denúncias da Operação Caixa de Pandora. A Casa reforçou a segurança desde o início das manifestações, mas ainda não apresentou uma pauta ética. Prevista para a manhã de ontem, a reunião foi cancelada por falta de quórum e ainda há uma controvérsia a ser resolvida: o que acontecerá se a votação sobre o destino das denúncias ficar empatada.

O presidente da Câmara, Wasny de Roure (PT), e o segundo secretário, Professor Israel Batista (PEN), vão votar pelo encaminhamento da representação para a Corregedoria. Há uma indefinição sobre a posição do vice-presidente, Agaciel Maia (PTC), e da primeira-secretária, Eliana Pedrosa (PSD). A depender dos votos, caso os dois distritais optem pelo arquivamento, a Câmara terá de dizer se Wasny como presidente dará o voto de minerva. Wasny demonstra desconforto com a demora no encaminhamento do caso.
Informações do Correio Web

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: