GDF começa processo de regularização do Sol Nascente em novembro.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram



Parte dos moradores do condomínio Sol Nascente, em Ceilândia devem entregar os documentos necessários para regularização a partir do dia 18 de novembro, segundo núncio feito neste domingo (27) pelo Secretário de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano, Geraldo Magela. A entrega deverá ser feita no posto que a Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab) vai montar no centro Cultural, que fica atrás do Supermercado Tatico.

Antes de irem entregar os documentos, os moradores devem aguardar o contato os técnicos da Sedhab e da Codhab. No próximo fim de semana, eles distribuirão panfletos com orientações sobre a papelada necessária para a regularização.

Trecho 1
O local foi dividido em três trechos, e nesta etapa, devem entregar a documentação moradores do trecho 1, que é o que está em estágio mais avançado, pois não possui qualquer pendência ambiental e seu projeto urbanístico já está registrado em cartório. O trecho 1 possui 3,6 mil lotes e os documentos de 750 terrenos já estão indo para cartório para que seja lavrada a escritura. Magela acha que é possível entregar as primeiras escrituras do Sol Nascente antes do natal, mas frisa que vai depender do trabalho dos cartórios Devido a um convênio do GDF com a Associação de Cartórios, os beneficiados pelo programa Regularizou, é seu! só pagam R$ 198 de taxa para retirar a escritura. O valor normal do documento é cerca de R$ 2 mi.
Infra estrutura
Neste domingo (27) Magela anunciou, em reunião com mais de 300 moradores do Sol Nascente, que as obras de infraestrutura no local deve começar em janeiro. Segundo ele, a regularização fundiária implantada pelo GDF vem acompanhada, obrigatoriamente, de obras de asfaltamento, saneamento iluminação e calçamento, além da construção de praças, escolas e outros quipamentos públicos. No Sol Nascente, pessoas que viviam em área de risco foram retiradas de suas casas e levadas para outras, construídas pelo GDF. Magela garante que essa transformação vai acabar com o estigma que foi colocado em cima do Sol Nascente. “Nós estamos trabalhando para que a imprensa diga que aquilo que ela chamou de maior favela do Brasil tornou-se a maior área regularizada do país” disse o secretário com informações da Sedhab.
Informou o Câmara em Pauta

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: