Cancelou, mas pagou.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Cancelou, mas pagou Foto: Thyago Arruda

O ex-secretário de Esporte Aguinaldo de Jesus pagou uma bolada ao comitê organizador da Copa do Mundo de Futsal da Fifa, em 2008, depois de ter anulado a despesa em março de 2009

 
Priscila Mesquita_Brasília247 – O ex-deputado distrital Aguinaldo de Jesus, que foi secretário de Esporte do governo de José Roberto, pode ter novo problema em sua biografia política. Documentos conseguidos com exclusividade pelo Brasília 247 no Sistema Integrado de Gestão Governamental (Siggo) comprovam que, em 6 de julho de 2009, ele pagou R$ 2,75 milhões ao comitê organizador da Copa do Mundo de Futsal da Fifa depois de ter cancelado a despesa em março do mesmo ano. O valor total do contrato foi de R$ 5,5 milhões.
A primeira parcela foi paga em 18 de setembro de 2008, ano do evento. A irregularidade está no fato de que, com a despesa cancelada, ela não poderia ter sido paga posteriormente. Aguinaldo fez o cancelamento depois da polêmica envolvendo o jogo Brasil x Portugal, para a reinauguração do Bezerrão, estádio no Gama.
À época, questionado pela imprensa sobre mais um contrato feito com dispensa de licitação, o secretário viu o cancelamento da despesa como forma de se preservar. Entretanto, a descrição da nota de empenho é clara: “Valor que se empenha para cobrir despesas com o convênio firmado entre o Distrito Federal e o comitê organizador local do Fifa Futsal World Cup/2008. Refere-se à 2ª parcela. Convênio número 2/2008”. A sede do comitê “local” fica em Goiânia.
O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) já analisa outras supostas irregularidades cometidas por Aguinaldo à frente da Secretaria de Esporte. Uma delas foi a assinatura do contrato com dispensa de licitação para a reforma do Nilson Nelson, também para a realização da Copa do Mundo de Futsal, no valor de quase R$ 10 milhões. O MPDFT ajuizou duas ações sobre o tema.
A Polícia Civil do DF também apura suposta irregularidade na gestão de Aguinaldo à frente da Secretaria de Esporte. O alvo é o contrato entre o governo do Distrito Federal e a empresa Ailanto Marketing, para a realização do jogo Brasil x Portugal. Recentemente, a Polícia Civil cumpriu mandado de busca e apreensão na sede da empresa, no Rio de Janeiro.
Procurado pelo Brasília 247, Aguinaldo de Jesus não retornou as ligações. Sua advogada, Cristiane Brito, também foi procurada, mas ainda não deu retorno.
Brasília 247
 
 

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: