CARTA ABERTA DOS PM’s E BM’s À POPULAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Os Policiais e Bombeiros militares do Distrito Federal conscientes de
sua importância para manutenção da Paz Social e o Combate de 90% (noventa
por cento) da criminalidade do Distrito Federal, Unidade Federativa que,
aporta todos os Poderes constituídos da União, e ainda todas as
Representações Diplomáticas do mundo com seu efetivo que na sua totalidade
possuem Nível Superior completo arriscando suas vidas diuturnamente e diante
do descalabro que se transformou os nossos vencimentos,  decidimos para o
bom sustento e educação de nossos familiares iniciar um Movimento
Reivindicatório cujo objetivo é novamente nos levar a um patamar digno das
nossas responsabilidades e para que saibam o que acontece tornamos público o
seguinte: A lei 10.633 de 27 de dezembro de 2002 que institui o Fundo
Constitucional com o valor inicial de R$ 2.900.000.000,00 (dois bilhões e
novecentos milhões de reais), foi reajustado em 58,06% (cinqüenta e oito
virgula zero seis por cento) desde 2008 até 2012 conforme os índices da
Receita Líquida da União, e como reza a própria Lei de ser repassado o
índice da correção aos Servidores da Segurança Pública do DF, o que não foi
feito.

O Decreto 33.431 de 20 de dezembro de 2011 criou Gratificações para a
Alta Cúpula da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito
Federal com os seguintes valores: R$ 16.000,00 (dezesseis mil reais)
Comandante Geral; R$ 13.929,00 (treze mil e novecentos e vinte e nove reais)
Sub Comandante Geral e Chem; R$ 12.007,00 (doze mil e sete reais) Chefes de
Departamentos; R$   6.506,00 (seis mil e quinhentos e seis reais) Diretores
e centro de Inteligência  e R$ 2.937,00 (dois mil e novecentos e trinta e
sete reais) para os Comandantes das Unidades; Somados aos salários de
Coronel que é de R$ 15.656,00 (quinze mil e seiscentos e cinqüenta e seis
reais), o Comandante Geral passou a ganhar R$ 31.656,00 (trinta e um mil e
seiscentos e cinqüenta e seis reais), hoje, o Subcomandante Geral e o Chefe
do Estado Maior recebem R$ 29.585,00 (vinte e nove mil e quinhentos e
oitenta e cinco reais), os Chefes dos Departamentos R$ 27,676,00 (vinte e
sete mil e seiscentos e setenta e seis reais), os Diretores R$ 22.162,00
(vinte e dois mil e cento e sessenta e dois reais) e os Tenentes-coronéis R$
17.937,00 (dezessete mil e novecentos e trinta e sete reais). Isto para
cumprir expediente das 13h00 as 19h00 e não gastar R$ 0,01 (um centavo de
real) com combustível, telefone celular, duas secretárias, além dos
motoristas. Enquanto os praças que arriscam suas vidas recebem cerca de R$
4.000,00 (quatro mil reais) e necessitam fazer Serviço Voluntário para
ganhar R$ 200,00 (duzentos reais) quando conseguem tirar. Não apenas isso.
Nosso atendimento hospitalar está suspenso.

Assim sendo, Pedimos o apoio a toda a Sociedade Brasiliense a qual
juramos morrer para defender e que muitos já o fizeram.

Que compreendam a luta, pois hoje, o Soldado da Polícia militar e do
Bombeiro militar deveriam receber um salario justo e digno em troca de um
excelente serviço prestado a sociedade do Distrito Federal.

Ao invés disso o Senhor Governador do Distrito Federal concedeu aumento
para o DETRAN e para a Polícia Civil e para nós acena com R$ 12,00 (doze
reais) para completar o soldo que ficou abaixo do salário mínimo.

Nossa luta não é política, é por dignidade para nossas famílias.

Blog do Donny Silva.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: