Caso Raad: Só está começando.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O deputado distrital, Raad Massouh, esteve no plenário da Câmara como se nada tivesse acontecido. Ontem Raad revelou uma tentativa de extorsão realizada pelo pastor da Igreja de Deus, Eliseu. Hoje após a publicação com exclusividade nesta coluna, Raad confirmou que esteve com o araponga Idalberto Matias de Araújo, o Dadá, na sua residência, confirmou também que Dadá e o pastor falavam em nome dos três parlamentares, Michel, Joe Valle e Agaciel Maia. A dupla foi gravada por Raad pedindo R$ 2.7 milhões para livrar o parlamentar da cassação.
Tudo foi gravado por Raad e entregue no Ministério Público do DF e diretoria da Polícia Civil de Brasília como revelou esta coluna. O deputado Agaciel disse que não conhece Dadá e que só ouviu falar do seu nome no escândalo do bicheiro Carlinhos Cachoeira. O deputado Michel admitiu conhecer Dadá, mas, nega ter pedido qualquer quantia para salvar Raad Massouh.
Resta saber se Idalberto Matias de Araújo, gravou as conversas, já que tem a prática e a experiência nestas situações, o deputado Raad Massouh entregou mais de duas horas de gravação onde o pastor Eliseu, Dadá e seu sobrinho Rodrigo negociavam a cabeça do parlamentar. Dadá já mandou recado de que tem vídeo que comprova que Raad o procurou.

Informações do Quidnovi

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: