Ceilândia ainda tem muitos eleitores sem ter feito recadastramento eleitoral

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Se as Eleições Gerais ocorressem hoje (6/12), nada menos que 144 mil 121
eleitores das Asas Norte e Sul e de Ceilândia, juntos, não teriam
condições de votar. Em termos percentuais, concentram-se nessas regiões a
maior parte de eleitores que ainda não realizaram o recadastramento
biométrico. 

O primeiro lugar em não comparecimento, percentualmente, é da Asa Sul (1ª ZE), onde 41,23% do seu colégio eleitoral
estão sem condições de eleger representantes em 2014. São 33 mil e 27
eleitores que ainda não coletaram dados para o recadastramento
eleitoral.

Em seguida, vem Ceilândia Norte. Com 23 mil 931
eleitores sem realizar o recadastramento com coleta de dados
biométricos, chega-se a um percentual de 40,27%. A quantidade é ainda
maior, em termos numéricos, na região de Ceilândia Centro, cujo
contingente que precisa visitar postos e cartórios chega a 28 mil 298 –
mas, em termos percentuais, o número é de 38,62%, terceiro lugar.
A Asa Norte aparece com o quarto maior percentual de eleitores que não
realizaram, até agora, o recadastramento. São 34 mil 292 eleitores, ou
seja, 36,89% do total que, segundo comando do Tribunal Superior
Eleitoral, devem realizar a atualização cadastral em um dos cartórios,
postos ou postos avançados da Justiça Eleitoral, mas ainda não
compareceram.
Há ainda os 24 mil 630 eleitores de Ceilândia
Sul, que correspondem a 35,17% dos eleitores com o domicílio eleitoral
naquela região, que completam o quadro. Eles estão em sexto lugar – em
termos percentuais – no levantamento feito pelo Tribunal Regional
Eleitoral do Distrito Federal, atrás do Gama – cujos eleitores em dívida
com a Justiça Eleitoral somam 28 mil 866.
BIOMETRIA
O
eleitor do Distrito Federal terá até 31 de março do próximo ano para
realizar o recadastramento eleitoral obrigatório e gratuito. Até esta
sexta-feira, 1 mil 226 mil 382 eleitores haviam passados por postos e
cartórios da Justiça Eleitoral. O que representa 67,19% do total de1
mi825 mil 236 eleitores sujeitos ao processo.
Para realizar a
atualização de dados, o eleitor pode ir a qualquer unidade de sua
conveniência. Em qualquer uma delas, será atendido, desde que esteja com
um documento oficial e um comprovante de residência.
Sem o
recadastramento, não haverá como votar nas Eleições Gerais de 2014, além
de outras restrições, como ficar impedido de retirar o passaporte.
Fonte: TRE-DF

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: