Ceilândia EC começa ano com derrota: Anapolina 1 x 0

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

CEC x Anapolina: não faltou vontade

CEC x Anapolina: não faltou vontade
O Ceilândia começa mais uma temporada contra um time goiano e mais uma vez começa com derrota. Jogando em Anápolis, neste final de semana, o Ceilândia foi derrotado pela Anapolina por 1 x 0. Nâo foi uma catástrofe, mas poderia ter sido melhor.
Com pouco mais de uma semana de preparação, o CEC fez o seu primeiro amistoso. O problema do futebol é que no futebol como na vida o simples fato de ter que explicar já não é bom. No futebol a derrota traz sempre a necessidade de explicação.
Foram dois tempos distintos. No primeiro tempo, com as equipes titulares, a Anapolina teve a iniciativa da partida e foi melhor na maior parte do tempo. O domínio da Anapolina era mais ilusório que real. Na essência Darci fez apenas uma boa defesa, em cobrança de falta. Isso não significa que a Anapolina não tenha sido perigosa. Em ao menos dois momentos esteve próxima de abrir o marcador. Na primeira dessas oportunidades a bola explodiu no travessão alvinegro. Na sequencia o CEC devolveu com a mesma moeda, com Diego Morais. Mas essa foi a única situação de gol criada pelo Ceilândia no primeiro tempo.
Na verdade o time ressentia-se da falta de treinos com bola. Havia muita distância entre os homens do meio de campo, o que obrigava o Ceilândia a atuar defensivamente. Um problema é que nem isso o time conseguia. Os volantes da Anapolina tinham liberdade para abrir o jogo hora pela direita, hora pela esquerda. As principais chances da Anapolina foram pelo lado esquerdo da defesa do Ceilandia, inclusive o gol marcado por Duda aos 47 do primeiro tempo.
Tety deu muito trabalho para a defesa da Anapolina

Tety deu muito trabalho para a defesa da Anapolina
Veio o segundo tempo e as equipes voltaram desfiguradas. No segundo tempo o Ceilândia dominou. Criou ao menos quatro boas oportunidades para empatar, mas não conseguiu. Marquinhos Bahia deve ter encarado o resultado com tranquilidade, mas não deveria. O futebol é como a vida: o simples fato de ter que explicar já não é bom.
Todos os 18 jogadores foram utilizados. O CEC começou com Darci, Edu Bayer, Diego Morais, Thiago Eciene, Edimar, Guilherme, André OLiveira, Alcione, Tety, China e Cassius. No segundo tempo entraram Julião, Bruno, Panda, Wallison, Heleno, Rogerinho e Daniel.
Não é possível apresentar destaques na partida. De positivo, talvez, a demonstração que Rogerinho e Tety podem contribuir e muito com a campanha do Gato. De negativo, a constatação de que alguns atletas estão visivelmente fora de forma e sem ritmo de jogo. Ainda bem que há tempo. No próximo sábado, às 16h00, o CEC fará novo amistoso, agora contra o Brazlândia.
Ceilandia EC

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: