Ceilândia encabeça lista de ocorrências de desaparecidos

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Principal motivo de desaparecimento é a fuga do lar, com 49% dos registros
Apesar de uma pequena queda no número de desaparecidos na capital nos último anos, a quantidade de pessoas que desaparecem no Distrito Federal ainda é grande. Dados da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda (SEDEST), indicam que durante o ano passado, 1234 ocorrências de desaparecimento foram registradas. Deste total, 92% das pessoas foram localizadas, 7% seguem em averiguação e apenas 2% continuam desaparecidas.
As mulheres são maioria, 62% do total de crianças e adolescentes que desaparecem são do sexo feminino. Quanto à cidades, a Ceilândia é a campeã de desaparecidos, com 17% da quantidade total. Adolescentes de 13 a 15 anos também são maioria, 51% dos casos.
O principal motivo de desaparecimento no DF é a fuga do lar. De acordo com a assessora da diretoria de proteção social especial da SEDEST, Daisy Boaretto, é a fuga de casa. “As crianças e adolescentes que fogem de casa devido à conflitos familiares representam 49% do total de ocorrências registradas”.
Segundo Daisy, existe um programa em parceria com a Delegacia de Proteção a Criança e Adolescentes-Dpca que permite que a Sedest tenha acesso, todos os meses, aos casos de desaparecimento. “Nós repassamos essas informações para os Centros de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) que fazem o acompanhamento das famílias e auxiliam e orientam na busca dessas crianças dando, inclusive, apoio psicológico à essas famílias”, explica.
Quando isso acontece a família pode procurar a delegacia de polícia assim que for confirmado o desaparecimento. “A gente orienta primeiro a verificar nos contatos do adolescente se alguém tem noticia, depois, caso não encontre, a família deve registrar ocorrência na delegacia. Não precisa esperar, como antes, o prazo de 48 horas, hoje esse registro é feito imediatamente. E depois é interessante também procurar o CREAS”, ressaltou a assessora.
Daisy afirma ainda que as estatísticas mostram que esses desaparecidos ficam em casa de conhecidos ou ficam perambulando nas ruas, nos centros das cidades. E tem ainda aqueles que tem o paradeiro ignorado.
A secretaria divulga o rosto de pessoas desaparecidas em contas de água e luz e o retorno é grande. Desde que o programa de crianças desaparecidas entrou em operação, há 41 anos, foram 1.040 registros.
Encontrou o filho por meio de cartazes
A aposentada Otelina Martins entrou em desespero quando o filho mais velho, que é usuário de drogas, saiu de casa em um sábado as 17 horas e não voltou. “Eu pensei que ele tinha ido à alguma festa, mas no dia seguinte ele ainda não tinha chegado, fiquei em pânico e fui até a delegacia”, conta.
O desaparecimento foi em janeiro deste ano, Otelina chegou a registrar queixa na polícia mas o que trouxe o filho Alzimar Martins de 26 anos de volta para casa foi uma foto divulgada por meio de cartazes que a família colou em várias cidades do Distrito Federal e entorno. “Ele é usuário de drogas e quando eu pecebi que não tinha voltado para casa, a primeira coisa que eu pensei era que tinham matado ele”, fala Otelina.
Alzimar foi encontrado em Luziânia 16 dias depois e um contato foi feito com a família que foi buscá-lo. Segundo a mãe, o jovem usuário de drogas deixou os três filhos com o irmão mais novo no dia em que sumiu. “Mesmo sendo usuário de drogas, eu prefiro que ele fique por perto para que eu possa acompanhar o que ele está fazendo, não quero que ele desapareça novamente. É uma angústia muito grande”.
Se você tem informações sobre pessoas desaparecidas ou localizou alguma criança ou adolescente desaparecido, ligue para a Central SOS Cidadão. A ligação é gratuita.
0800-647-1407
Desaparecidos

WALLISSON COSTA PEREIRA

Data do desaparecimento: 08/01/2009
Sexo: MASCULINO
Cidade do desaparecimento:SAMAMBAIA
Cor dos cabelos: Castanho escuro
Cor dos olhos: Castanho Escuro

DIRLEY DE SOUZA OLIVEIRA
Data de nascimento: 04/05/1989
Data do desaparecimento: 30/09/2005
Sexo: MASCULINO
Idade atual: 21
Cidade do desaparecimento: PLANALTINA DF
Cor dos cabelos: Castanho escuro
Cor dos olhos: Preto

ELSON BATISTA DE ANICETO
Data de nascimento: 22/11/1972
Data do desaparecimento: 17/12/2002
Sexo: MASCULINO
Idade atual: 38
Cidade do desaparecimento: TAGUATINGA
Cor dos cabelos: Castanho claro
Cor dos olhos: Castanho Claro

LUIZ ALBERTO DE CARVALHO DOS SANTOS
Data de nascimento: 04/09/1991
Data do desaparecimento: 29/06/2005
Sexo: MASCULINO
Idade atual: 19
Cidade do desaparecimento: RIACHO FUNDO II
Cor dos cabelos: Preto
Cor dos olhos: Castanho Claro

RICKHESLLEY RIBEIRO DA NOBREGA
Data de nascimento: 08/05/1991
Data do desaparecimento: 08/10/2008
Sexo: MASCULINO
Idade atual: 19
Cidade do desaparecimento: RIACHO FUNDO
Cor dos cabelos: Castanho claro
Cor dos olhos: Castanho Claro

NATALIA DA SILVA DE VASCONCELOS
Data de nascimento: 16/02/1996
Data do desaparecimento: 16/02/1996
Sexo: FEMININO
Idade atual: 15
Cidade do desaparecimento: BRASILIA
Cor dos cabelos: Preto
Cor dos olhos: Preto

BEATRIZ NERY DA SILVA
Data de nascimento: 17/05/1993
Data do desaparecimento: 10/01/2010
Sexo: FEMININO
Idade atual: 17
Cidade do desaparecimento: PARANOA
Cor dos cabelos: Castanho claro
Cor dos olhos: Preto

RAFAEL FURTADO FIDELIS
Data de nascimento: 26/07/1997
Data do desaparecimento: 04/01/2010
Sexo: MASCULINO
Idade atual: 13
Cidade do desaparecimento: CEILANDIA
Cor dos cabelos: Castanho claro
Cor dos olhos: Castanho Claro
Circunstâncias: SEGUNDO A SRª HORTELINA RAFAEL FOGE DE CASA DESDE OS 05 ANOS DE IDADE, A úLTIMA FUGA OCORREU EM 2009, QUANDO A POLíCIA O LOVOU PARA CASA, ELE FICOU ATé O DIA 04/01/2010 E FUGIU, DESTE ESTãO A MãE NõA O VIU MAIS.

MARIA CONCEIçAO SOUSA BARBOSA
Data de nascimento: 10/02/1957
Data do desaparecimento: 18/01/2011
Sexo: FEMININO
Idade atual: 54
Cidade do desaparecimento: TAGUATINGA
Cor dos cabelos: Castanho escuro
Cor dos olhos: Castanho Escuro
Circunstâncias: RECEBEU ALTA DO HPAP EM 18/01/2011 E FUGIU DA RESIDêNCIA, SEGUNDO COMUNICANTE A SRª MARIA CONCEIçãO APRESENTA TRANSTORNO PSICOLóGICO, SOFRE DE ESCRISOFENIA BIPOLAR.

Da Redação do Jornal Alô Brasília

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: