Ceilândia realiza oficina de Hatha Yoga

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Será realizada, nesta
terça-feira (10), a oficina de Hatha Yoga no auditório do Hospital Regional de
Ceilândia (HRC). O objetivo é divulgar os benefícios da atividade para a mente
e o corpo. O evento terá a participação da coordenação técnica da Gerência de
Práticas Integrativas em Saúde (Gerpis)/SES-DF e profissionais dos centros de
saúde 3 e 5 de Ceilândia.

Durante o encontro os
participantes poderão conhecer os benefícios do Hatha Yoga para saúde,
indicações, contra indicações e como encaminhar pacientes para prática dessa
modalidade. 
A atividade é
desenvolvida no CSC 3 pela médica acupunturiatra, Iara Freitas Guimarães, há
mais de dois anos, nas segundas-feiras, às 10h40 e nas quartas-feiras, às
15h40.

O Hatha Yoga “uma
área do Yoga que fortalece o praticante por meio de asãnas (posturas
psicofísicas), pranayamas (técnicas respiratórias e de concentração mental)
para a reeducação do pensamento”, esclarece Iara Guimarães.

Segundo a
acupunturiatra, qualquer pessoa interessada pode participar, pois existem
grupos específicos, dedicados exclusivamente para idosos, crianças,
adolescentes e gestantes, devido à particularidades de cada uma dessas fases.

A prática também será
desenvolvida pela equipe do Consultório na Rua do CSC 5 na Unidade Mulheres de
Deus, uma ONG que apoia mulheres em situação de vulnerabilidade.

Os benefícios do Hatha
Yoga são de grande valia para quem pratica, diz Iara Guimarães, além de reduzir
o estresse, regula o sistema digestivo e respiratório; equilibra o sono;
promove uma sensação de bem estar; equilibra a produção hormonal; fortalece o
sistema imunológico; o alongamento muscular e relaxamento de suas tensões;
melhoria geral da qualidade de vida; aumento da capacidade de concentração e da
criatividade e alteração do padrão vital e mental com melhoria dos quadros de
humor.

O Hatha Yoga, como
atividade integrativa, começou no Distrito Federal em 2001, como proposta
socieducativa no Centro de Saúde nº 15 de Brasília.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: