Ceilândia recebe certificadores de hospital ensino

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

A Regional de Saúde de Ceilândia (HRC) recebeu, nessa quinta-feira (20), a visita dos certificadores dos Ministérios da Saúde, Educação e Cultura para o processo de certificação como hospital de ensino. O encontro prossegue nesta sexta-feira (21), quando se reunirão alunos, residentes, docentes, preceptores e Comissão de Acompanhamento do Contrato e Gestão, no auditório da Pediatria da unidade.

De acordo com a coordenadora-geral de Saúde de Ceilândia, Lucimar Gonçalves, a visita dos certificadores tem como finalidade o reconhecimento da instituição como adequada para o desenvolvimento de boas práticas assistenciais e educativas, bem como a pactuação de objetivos e metas do hospital com o GDF, o MS e MEC para melhoria e ampliação dos serviços e atividades: assistenciais, educacionais, de pesquisa e gestão além do recebimento de recursos ministerial de incentivo para ações de melhorias nas diversas áreas do hospital.
Desde 1994 a Regional conta com a residência médica e já formou cerca de 120 médicos especialistas em cirurgia geral, ginecologia e obstetrícia, pediatria e ortopedia. Segundo a pediatra Andrea Nogueira Araújo representando a Comissão de Residência Medica do HRC durante o encontro informou que a residência do hospital oferece 21 vagas por ano. “A Regional dispõe de quatro programas em residência em nível de pós-graduação na área médica e 30 preceptores: mestres e doutores”.


Hospital ensino: é um “espaço de referência da atenção à saúde para a alta complexidade, a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento tecnológico, numa perspectiva de inserção e integração em rede aos serviços de saúde, obedecendo a critérios e necessidades da população”.
Quais as estratégicas para definir a instituição como Hospital de Ensino: Perfil assistencial do Hospital; Papel da instituição e sua inserção articulada e integrada na Rede; Papel da instituição na pesquisa, na educação permanente e na formação dos profissionais e, ainda, avaliar a instituição quanto à qualificação dos processos de gestão hospitalar.
Quais as vantagens da certificação: Receber um “selo de qualidade“, que reconhece a instituição como adequada para o desenvolvimento de boas práticas assistenciais e educativas; Contar com um recurso ministerial de incentivo para ações de melhorias nas diversas áreas do hospital, que poderá ser investido em projetos tais como, qualificação da gestão, capacitação de servidores, aquisição de equipamentos e materiais, criação de novos serviços e ensino (educação permanente e continuada.
Agência Brasília

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: