Ceilândia receberá mais um papa-entulho

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


[Agência Brasília] Ceilândia ganhará mais um papa-entulho — espaço para recebimento de
entulhos, móveis, restos de poda, materiais recicláveis e óleo de cozinha.
aviso de abertura do pregão eletrônico para
contratação da empresa que construirá o espaço foi publicado no Diário
Oficial do DF
 dessa quarta-feira (13).

O novo papa-entulho ficará na QNM 27 e tem o valor estimado em R$
233.776,49, com recursos de emenda parlamentar. De acordo com o Serviço de
Limpeza Urbana (SLU), Ceilândia é a região administrativa com maior
produção de resíduos da construção civil no DF.

As empresas interessadas em participar da licitação devem encaminhar as
propostas exclusivamente por meio do sistema eletrônico, até a data e o horário
marcados para abertura da sessão.

A sessão pública ocorrerá em 26 de dezembro, às 9h30,
no Portal de
Compras do Governo Federal
. Na página também pode ser consultado o
edital do pregão — disponível ainda no site do Serviço de Limpeza Urbana (SLU).

Os interessados podem entrar com contato com a autarquia por telefone
(3213-0200 ou 3213-0194), de segunda a sexta-feira, das 9 horas ao meio-dia e
das 14 às 17 horas, para ter mais informações e tirar dúvidas.

DF
tem sete papa-entulhos

O Distrito Federal conta com sete papa-entulhos, todos inaugurados neste
ano. Juntos eles receberam, até novembro, 1.229 toneladas de resíduos:

2 em Ceilândia (na QNN 29 e na QNP 28)
1 em Taguatinga (QNG 47, Área Especial 9, às margens da
BR-070)
1 em Brazlândia (Área Especial 2, Lote K, Setor Norte)
1 no Gama (Avenida Contorno, Lote 2)
1 no Guará (SRIA II QE 25, Área Especial do Cave, ao lado da
Feira Permanente, no Guará 2)
1 em Planaltina (Setor Norte, Área Especial 2, Lotes 11/12,
próximo ao 14° Batalhão de Polícia Militar)

A gestão dos espaços é feita pelo SLU. Nas unidades, cada pessoa pode
entregar, diariamente, até 1 metro cúbico (equivalente a uma caixa d’água de
mil litros) de resíduos de construção, volumosos (como móveis) e restos de
podas. Também são aceitos recicláveis, desde que estejam separados e limpos.

O funcionamento é de segunda a sábado, das 7 às 18 horas. As estruturas
contam ainda com escritório de apoio aos trabalhadores, área coberta para
recebimento de recicláveis e baias para materiais volumosos e de podas. Há
ainda caçambas para descarte de resíduos.

Na nova unidade a ser construída em Ceilândia, o projeto também
contempla dois banheiros e dois escritórios.

Nos papa-entulhos, é possível entregar óleo usado em frituras, por meio
do Projeto Biguá, da Companhia de Saneamento Ambiental do
Distrito Federal (Caesb).

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: