Chico apoia criação de políticas públicas de afirmação da juventude no DF

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp


O deputado Chico Vigilante, líder do Bloco PT/PRB, recebeu na tarde desta segunda-feira (27), em seu gabinete na Câmara Legislativa, o coordenador de juventude do DF, Carlos Odas, e o coordenador-adjunto, Walder Rodrigo, Coordenadoria ligada a Secretaria de Governo.

Eles vieram mostrar os projetos que estão em desenvolvimento no âmbito da Coordenadoria, além de também buscar o apoio do parlamentar às propostas de afirmação de direitos da juventude. O público alvo são jovens com idade entre 15 e 20 anos que estejam cursando o Ensino Médio regular na rede pública do DF.

Está em desenvolvimento na Coordenadoria o Programa de Atenção Integral aos Jovens do DF e é por meio dele que serão criadas as políticas de afirmação, como a criação de Conselhos de Juventude em localidades carentes do DF.  A meta da Coordenadoria é formar esses conselhos por meio de eleições. Os próprios jovens escolherão os integrantes dos conselhos que o representarão, pessoas com idade de 15 a 29 anos.
Para o deputado Chico Vigilante, o programa é excelente, sobretudo porque ataca um tipo de público que necessita de atenção do Estado para não cair na criminalidade, exatamente num momento em que estão vulneráveis, quando termina o Ensino Fundamental e dá início a um novo ciclo: pensar no futuro, que coincide justamente com a entrada no Ensino Médio e muitos, por falta de oportunidade, de perspectiva, param ou se perdem. Chico sugeriu o Sol Nascente como a primeira localidade do DF a criar o Conselho.       
Carlos Odas explica que o DF tem hoje 734 cidadãos com idade entre 15 e 29 anos, o correspondente a um terço da população total. Deste número, 228 mil estão inseridos no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal. É em cima desse cadastro que a Coordenadoria pretende trabalhar, além de formação de cadastro nas escolas das regiões onde os conselhos serão criados.
A meta da Coordenadoria, explica Odas, “é atender jovens de baixa renda em suas demandas relacionadas à construção de autonomia pessoal, econômica, social, cultural, intelectual e financeira”. Afirmação que será construída com o apoio para a permanência deste jovem no Ensino Médio regular, com formação profissional e ação comunitária.

Deixe uma resposta

Posts Relacionados

%d blogueiros gostam disto: