Chico busca energia legal para o Sol Nascente.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Moradores do Condomínio Sol Nascente se reuniram com o presidente da Companhia Energética de Brasília (CEB), Rubem Fonseca, na manhã do dia (31/05). A reunião foi intermediada pelo deputado Chico Vigilante, presente da reunião. Os representantes da comunidade do condomínio localizado ao lado do P-Norte na Ceilândia pediram continuação dos serviços de instalação de rede e fornecimento de energia elétrica na localidade. Eles alegam que alguns moradores se utilizam das chamadas ligações clandestinas, o que representa um risco à vida de todos os moradores. Além de mais transtornos no fornecimento de energia legal pela CEB.

O presidente da Companhia explicou que 95% do Sol Nascente já conta com instalação de rede e iluminação pública regularizada. Casos pontuais, como falta de postes e lâmpadas quebradas em algumas páreas, serão levantados nesta sexta-feira (01/6), quando uma equipe da CEB, juntamente com os moradores, farão uma vistoria no local, a partir das 8 h da manhã, para imediata reposição.
Segundo Rubem, a companhia teve que rescindir contratos, mas a nova empresa ganhadora dos serviços tem prazo para se mobilizar. “Peço a compreensão de todos. No máximo em 40 dias, tudo vai se resolver”, garantiu Rubem. Mas alertou: “A CEB só vai não atender as áreas com problemas fundiários ou ambientais”.
O deputado Chico Vigilante observou que tem parlamentar que vai ao Sol Nascente para falar mal do governo. “Existem deputados que criticam e não fazem nada e os que querem resolver o problema da coletividade. Eu me incluo nesse segundo grupo”, afirmou. E para enfatizar, citou o exemplo do Setor Habitacional Pôr do Sol, que está com a situação de iluminação pública 100% resolvida.
Cidadania com Energia
A CEB já atendeu, por meio do Programa Cidadania Com Energia, mais de duas mil unidades de consumo – instalações residências legalizadas. “O Por do Sol está claro igual ao dia. Dá gosto ver a satisfação dos moradores, que agora estão pagando energia com prazer, porque é uma luz regularizada”, enfatizou Chico Vigilante. No caso do Sol Nascente, assegura Chico, o empenho por parte dele e do governo, por meio da CEB, será o mesmo.
O Condomínio Sol Nascente tem 56 mil habitantes, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e estatística (IBGE) e está entre as cinco maiores favelas do país. Fica atrás apenas da Rocinha, no Rio de Janeiro. Desde 2009, a CEB atua na localidade para regularizar o fornecimento de energia elétrica e melhorar a qualidade de vida dos moradores.
 A CEB construiu só no Sol Nascente 99,1 km de redes aéreas de alta e baixa tensão, implantou 2.711 postes e instalou 169 transformadores.  Além disso, já foram instalados, em média, 15 mil Padrões do Consumidor (PCs), que inclui o medidor de energia e conta com mais de 2.300 pontos de iluminação pública instalados. Um investimento de R$ 1.597.573.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: