Chocolate aumenta interesse pela literatura em escola de Ceilândia

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Os alunos José Hugo Cavalcanti e Alexia Isabela, de 7 anos, estudantes do primeiro ano da Escola Classe 02 de Ceilândia, recebem um estímulo a mais para se engajar na literatura: chocolate. Ambos participaram, nesta quarta-feira (17), do projeto Chocolate Literário, que combina apresentação de peças inspiradas em literatura infantil produzida por autores do Distrito Federal com o doce que as crianças mais adoram.
José e Alexia apresentaram a peça Paçoca de Avô, de Dinorá Couto Cançado, que fala, de forma criativa e colorida, sobre os benefícios da alimentação saudável.

“Eu aprendi muito sobre a importância de comer legumes e frutas na peça que apresentei”, disse José Hugo, que se comprometeu a se deliciar com chocolates apenas após comer suas verduras. “Passei a gostar mais de ler depois da apresentação”, completou Alexia.
Em um momento em que a alfabetização está apenas começando, estímulos para melhorar o engajamento do aluno são fundamentais.
“Vim em outras edições e percebi que o projeto amplia mais o interesse do aluno pela literatura. Eles se engajam de forma espontânea. Fazem as apresentações felizes”, destacou a autora Liduina Bartholo, cuja obra A Lagarta Pintada foi interpretada nesta quarta-feira (17).
A professora Luciene Araújo Sousa conta que, com o projeto, há uma entrega maior da parte dos alunos para a literatura. “Durante todo o ano, eles participam de contação de histórias e podem levar os livros para casa. Mas quando começaram a ensaiar para a apresentação, em agosto, o gosto pela leitura despertou ainda mais”, constatou.
O projeto está em sua nona edição e ocorre entre os dias 17 e 19 de setembro. Após as apresentações, os alunos recebem um lanche com bolo e milk shake.
Diferentes autores de literatura infantil do DF comparecem a cada dia do evento. Neste ano, foram 12 convidados. No último dia, quando os alunos do quarto e quinto ano se apresentam, os escritores dão palestra e são entrevistados pelos estudantes.
Segundo o professor idealizador da ação, Francisco de Assis Assley, o projeto atrai vários estudantes, inclusive aqueles que não fazem mais parte da faixa etária pedagógica do colégio.
“A cada ano que passa o projeto vem crescendo. Percebemos que eles se interessam mais pela leitura e ficam ansiosos para chegar ao quinto ano e poder apresentar algo mais elaborado”, afirmou o professor.
Confira a lista de escritores que participam do projeto aqui.

Agência Brasília

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: