Cirurgias inovadoras melhoram saúde do homem no DF.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Homens que apresentam quadro de incontinência urinária contam, na rede pública de saúde do Distrito Federal, com um tratamento de última geração. Com o auxílio da tecnologia moderna, os pacientes podem se submeter a um procedimento cirúrgico e implantar uma prótese cujo valor unitário chega a R$ 55 mil.


Para ter acesso a este tratamento, o interessado deve procurar o centro de saúde mais próximo da residência. Durante a consulta, deve solicitar o encaminhamento para a realização do procedimento, que é feito somente no Hospital Regional da Asa Norte (HRAN) e no Hospital de Base (HBDF).

De acordo com o urologista do Hran, Ricardo Monteiro, a intervenção cirúrgica realizada na rede pública de saúde é uma das melhores existentes: “É uma tecnologia nova que a Secretaria possui, sendo a melhor do mundo para o tratamento do problema de incontinência, que é muito comum em homens”, explicou o especialista.

A incontinência urinária é doença comum em homens, especialmente em idosos, e consiste na perda involuntária de urina pela uretra. Conforme dados divulgados por Monteiro, cerca de 20 procedimentos já foram realizados no DF. A recuperação, segundo o médico, é rápida.

TRATAMENTO INÉDITO – O Hran foi o primeiro hospital da rede pública de saúde do DF a realizar uma cirurgia de disfunção erétil. Ao todo, 19 especialistas da área de urologia acompanharam o procedimento, que é resultado de uma parceria entre a Secretaria de Saúde e uma empresa de equipamentos médicos.

“Esse é um tratamento para disfunção diferente, e consiste de prótese peniana inflável de três volumes implantada no paciente. É importante que nós acompanhemos uma técnica de ponta como essa, para nos mantermos atualizados”, destacou Monteiro.
​ 

A prótese custa, em média, R$ 60 mil. O procedimento, por ser novo e de alto custo, ainda não tem prazo para estar disponível na rede pública de saúde do DF. No entanto, a Secretaria disponibiliza “o implante das próteses semi-rígidas que também tem bons índices de satisfação”, segundo o médico. A pasta dispõe de diversos especialistas em Urologia-Andrologia.

SES – Imagem reprodução web

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: