Coitada da Liliane! Pode ser cortada do mapa político de Brasília

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

(Por Renato Riella)
Há pessoas que a gente conhece, ou que a gente respeita. E há até seres humanos que a gente admira.
Por exemplo, tenho coragem de afirmar que admiro o ex-governador Joaquim Roriz, por tudo o que vi ele fazer. E também pelo modo com que vi se comportar em dois ótimos governos, de 1988 a 1994.

Há também pessoas que, mais do que tudo, a gente gosta. Liliane Roriz é um ser humano que gosto de conhecer e de conviver, desde 1988, quando ainda era quase uma menina. Nunca gostaria de vê-la em graves dificuldades.
Assim, preocupa-me quando vejo Liliane seguir na linha errada do pai, ao aceitar ser lançada numa chapa como vice do inacreditável candidato a governador José Roberto Arruda.


Gostaria que Liliane perguntasse a sua mãe, Dona Weslian Roriz, se esta acredita na mudança de mentalidade do famigerado Arruda.
Duvido que Dona Weslian, com sua visão íntima de guardiã da família, esteja satisfeita com esse acordo pré-eleitoral tão indigesto.
Liliane tem pela frente pelo menos mais 30 anos de carreira política, podendo fazer uma trajetória brilhante. Ela demonstra aptidão para os debates políticos e, se carece de experiência administrativa, por outro lado é jovem e pode aprender muito.
No entanto, vinculando seu futuro a Arruda, a deputada distrital Liliane Roriz estará abrindo mãe do próprio futuro.
Com a perspectiva da condenação da deputada federal Jaqueline Roriz no Supremo Tribunal Federal, por causa da gravação na qual recebe dinheiro de Durval Barbosa, a esperança da família Roriz ser preservada na vida política do DF é a eleição de Liliane Roriz.
Se ela ficar sem mandato, a grife política Roriz será apagada do mapa. Em 2018, já não terá qualquer chance de nada.
Assim, quanta burrice, meu Deus!


Blog do Riella.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: