Com a saúde em Ceilândia jogada às moscas, GDF reforça atendimento de emergência durante a Copa, mas só para a Copa.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O GDF afirmou em nota que aumentará em 20% o número de profissionais de Saúde nos plantões de sete hospitais da rede pública e da UPA de Ceilândia durante os jogos da Copa do Mundo em Brasília. Além disso, o atendimento aos torcedores será reforçado com 10 ambulâncias extras do Samu. A medida foi anunciada nesta segunda-feira (2) pela Secretaria de Saúde

O secretário-adjunto de Saúde, José Bonifácio, afirmou que o atendimento rotineiro dos hospitais e do Samu não será prejudicado. “Nenhum leito será reservado ou bloqueado para a Copa e nenhuma cirurgia ou consulta será adiada devido ao evento. O atendimento do Samu também permanecerá o mesmo. O que estamos fazendo é intensificar as escalas, o que foi possível devido à suspensão das férias dos servidores entre os dias 12 de junho e 13 de julho”, declarou.

A rotina do hospital e UPA de Ceilândia é bem diferente, bombeiros são avisados diariamente pela chefia de equipe das unidades para não socorrerem pacientes para as emergências por falta de macas, pontos de oxigênio e especialistas, devido a superlotação, é comum que macas das ambulâncias dos bombeiros fiquem retidas com pacientes socorridos, inviabilizando novos socorros. 

Blog do Protázio 

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: