Começa hoje a 20ª edição da Festa do Morango

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Há sete anos, Ovídio Rodrigo da Silva, de 62 anos, por sugestão de um dos seis filhos, começou a plantar morangos na chácara de 6 hectares que tem no Setor Rural Chapadinha, em Brazlândia. Ele e a família cultivam de tudo um pouco, como gosta de explicar. Mas é o frutinho vermelho, marca registrada da região administrativa, que desde 2013 posiciona-o bem no concurso de boas práticas agrícolas promovido anualmente pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF). A competição fará parte do programa da Festa do Morango, de 28 a 30 de agosto e de 4 a 7 de setembro, no Incra 6.

Em 2014, Ovídio venceu-a pela primeira vez. É uma espécie de auditoria, feita por técnicos da Emater e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e por fiscais da Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural do DF. São levados em conta quesitos como higiene das mãos, condicionamento do fruto e uso de agrotóxico, além de aspectos legais tanto na colheita quanto na pós-colheita do morango.
O gerente da Emater em Brazlândia, Rodrigo Teixeira Alves, explica que os produtores respondem a, no máximo, 30 perguntas, sempre com o foco na lavoura. Catorze propriedades da região estão inscritas. “Um dos objetivos é promover a produção integrada do fruto, para dar garantia ao consumidor da boa qualidade do que está sendo comercializado.”


CALENDÁRIO OFICIAL – A Festa do Morango está no calendário oficial de Brasília desde 2001. Neste ano, na 20ª edição, as atividades serão divididas em sete dias, e não em seis. A programação inclui shows diários e concursos de receitas e da Rainha do Morango.

Em paralelo, haverá a 26ª Exposição Agrícola de Brazlândia, organizada pela Emater, de 4 a 7 de setembro. Na mostra, exibem-se produtos de famílias como a de Ovídio. Ele conta orgulhoso que seus morangos fazem sucesso. Já houve ano em que chegou a cultivar 45 mil pés.
A premiação do certame de receitas, cujas inscrições estão encerradas, será no primeiro domingo da festa (30). Em uma parceria da Emater com a Universidade Católica de Brasília, entre 18 e 20 deste mês, no laboratório da instituição, os concorrentes desenvolveram pratos que tiveram o morango como ingrediente principal. Professores e alunos do curso de gastronomia compuseram parte do júri.
Este é o primeiro ano em que os visitantes terão de pagar ingresso. Devido às dificuldades financeiras, o governo não contribuiu com dinheiro, a exemplo do que ocorreu no carnaval e no Maior São João do Cerrado. Serão cobrados R$ 10 a partir das 18 horas — antes desse horário, o acesso é gratuito. Para assistir aos shows, a entrada custará R$ 20.


MORANGOLÂNDIA – A feira de gastronomia batizada de Morangolândia pelos organizadores da festa apresenta as mais diversas guloseimas à base do fruto abundante em Brazlândia, maior região produtora de Brasília. São tortas, geleias e licores, entre outras variedades.

Cerca de 40 bancas reúnem 36 expositores, a maioria de produtores familiares. Para evitar disputas, as vagas são geridas pela Emater, que se encontra constantemente com os beneficiados a fim de garantir o respeito a regras de higiene e padronização. Quando há necessidade, os participantes passam por treinamento de manipulação de alimentos com técnicos da empresa e da Secretaria de Saúde. “Fornecemos pontos de água para eles higienizarem as mãos e o mapa com as bancas e as pessoas que as ocupam”, detalha o gerente Alves.
A expectativa de público para a 20ª Festa do Morango, segundo a organização, é de 200 mil pessoas. “Estamos trabalhando para manter a qualidade que temos garantido em todos os anos”, resume Takao Akaoka, presidente da Associação Rural e Cultural Alexandre Gusmão, entidade responsável pelo evento. Os portões são abertos às 10 horas, e a arena para os shows, às 20 horas.

Programação

A banda Chiclete com Banana é a atração musical desta sexta-feira (28), na abertura da 20ª Festa do Morango de Brasília. O evento acontece até domingo (30) e de 4 a 7 de setembro na sede da Associação Rural e Cultural Alexandre de Gusmão, na entrada de Brazlândia.
Sem apoio do GDF, o evento terá cobrança de ingresso pela primeira vez em 14 anos. Quem for ao local do evento após as 18h paga R$ 10. Para assistir aos shows musicais, a entrada custa R$ 20.


Antes das 18h o acesso é gratuito. Os portões são abertos às 10 h e a arena para os shows, às 20 horas.

A programação musical terá diversos shows todas as noites. Entre as atrações estão nomes como Saia Rodada, Neto LX, João Lucas e Marcelo, Planta & Raiz, Maskavo, Ponto de Equilíbro, Lucas e Orelha e MC Gui.
No sábado (30), quem sobe ao palco da festa é o grupo Raça Negra. A programação desta semana será encerrada com show da dupla João Neto e Frederico, no domingo (30). O evento tem ainda concursos de receitas e a eleição da Rainha do Morango. A expectativa é que o evento reúna cerca de 200 mil pessoas.
Exposição

Entre 4 e 7 de setembro, ocorre também dentro do evento a 26º Exposição Agrícola de Brazlândia, organizada pela Emater. A premiação do concurso de receitas será no primeiro domingo da festa.

Na feira de gastronomia, o público poderá apreciar tortas, geleias e licores de morango, entre outras variedades. São cerca de 40 bancas com 36 expositores, a maioria produtores familiares.
‘Terra do morango’

A Festa do Morango de Brasília é organizada pela Associação Rural Cultural Alexandre de Gusmão (Argag), no Incra 6, área rural de Brazlândia, desde 1995. Segundo a organização, o evento é o maior acontecimento de agronegócios do Centro-Oeste.

Brazlândia é a 7ª cidade do país em produçãoda fruta. A região do DF é a maior produtora do Centro-Oeste. O cultivo rende 6 mil toneladas de morango por ano, em um total de R$ 30 milhões em negócios. Os 180 produtores geram cerca de 1,5 mil empregos.


Uma das atrações da festa é a “Morangolândia, praça de alimentação com barracas com morangos in natura e iguarias, com preços abaixo do valor de mercado. O cárdapio inclui tortas, pavês, geleias, gelatinas, compotas, sorvetes, morango no palito com cobertura de chocolate, bombons, mousses, rocamboles, licores e sucos.

Redação com informações da Agência Brasília e G1

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: