Comissão aprova o nome de Mané Garrincha para estádio.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
                                Liliane Roriz tentou aprovar convocação de secretários (Foto: Rinaldo Morelli/CLDF)

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) aprovou na manhã desta quarta-feira (09) projeto de lei que trata da denominação do estádio que vai receber os jogos das copas do Mundo e das Confederações. A proposta mantém o nome do antigo estádio, que após a reforma e ampliação passará a ser chamado de Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

“É uma homenagem a um ícone do futebol brasileiro, além de o nome já ser referência em Brasília”, disse a autora do projeto e presidente da CAS, deputada Liliane Roriz (PSD).
A comissão ainda aprovou o Plano DF sem Miséria, a destinação de vagas para mulheres nos contratos do GDF com empresas prestadoras de serviços, a disponibilidade de veículos adaptados em locadoras do DF e a definição de locais para uso privativo de empregados terceirizados em órgãos da Administração Pública direta e indireta. Além disso, a CAS votou 210 indicações e 18 projetos de decreto legislativo concedendo títulos de cidadão honorário.
Debate – As denúncias de corrupção que acarretaram a saída do ex-ministro do Esporte, Orlando Silva, foram discutidas na reunião da CAS desta manhã. A presidente da comissão, Liliane Roriz, apresentou três requerimentos pedindo a convocação dos secretários de Saúde e de Governo, Rafael Barbosa e Paulo Tadeu, respectivamente, além do delator do suposto esquema de desvios de recursos, João Dias, para prestarem esclarecimentos sobre denúncias envolvendo o programa Segundo Tempo. Os requerimentos foram rejeitados por três dos quatro parlamentares presentes.
“O artigo 62 do Regimento Interno veda uma comissão de exercer a função de outra, e não é prerrogativa da CAS conduzir investigações”, argumentou Evandro Garla (PRB). Para o parlamentar, os requerimentos poderiam ser apresentados na Comissão de Ética. “A fiscalização é um dever de todos os parlamentares, e as convocações tangem questões sociais”, respondeu a autora dos requerimentos.
CLDF.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: