Conflito no primeiro andar do Buriti.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

A Casa Civil detectou vizinhos do 1º andar do Palácio do Buriti, próximos ao governador Agnelo Queiroz que tentam desgastar não só a imagem do secretário Swedenberger Barbosa, o Berger, mas a relação dele com o próprio governador. Seriam assessores que querem vender a ideia de que o secretário seria  interventor do Governo Federal e, em especial, que estaria de olho na sucessão local.


 
Sem projeto eleitoral
Amigo de Agnelo há mais de uma década, Berger deixa claro em todas as conversas que é subordinado ao governador e obedece exclusivamente às determinações do chefe. O secretário demonstrou que não tem o menor interesse em qualquer tipo de disputa eleitoral, nem para síndico de bloco – como ele mesmo diz. Aliás, o compromisso defendido por Berger é a reeleição de Agnelo.

 
Berger critica politicagem
Duro, de perfil pragmático e avesso ao que considera “baixa politicagem”, o modo do secretário tocar a gestão do GDF tem desagradado integrantes do governo. Esses motivos têm feito surgir movimentações isoladas para tentar desqualificar as ações da Casa Civil. Mas elas não representam a opinião do governador Agnelo.

Informações de Eduardo Brito

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: