Construção do centro administrativo do DF dinamiza investimentos.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Diante da grande acessibilidade e atratividade gerada pela presença do metrô e das oportunidades geradas pela instalação do Campus da Universidade de Brasília em Ceilândia, conclusão da via de ligação Ceilândia – Samambaia, Área de Desenvolvimento Econômico no Setor P Sul e  Centro Administrativo do Distrito Federal na entrada de Ceilândia, mas precisamente às margens da via estádio Ceilândia Taguatinga, região toma forma e atrai novos investimentos como a construção de mega empreendimentos compostos de escritórios, apartamentos, flats e shopping.

Com a perspectiva de estar próximo a centros de decisões do governo e a transferência das secretarias de Estado do GDF, governadoria, proximidade ao metrô são atrativos que despertaram a ocupação das margens da via que liga Ceilândia a Taguatinga.   Segundo dados da Terracap, cerca de 33(trinta e três) secretarias do GDF, com aproximadamente 15 mil servidores, serão transferidas para o centro administrativo do DF complexo que ocupa um terreno de 97 mil m², espaço que abrigava a antiga rodoviária de Taguatinga e Ceilândia, um investimento de 300 milhões. O complexo administrativo tem 178 mil m² de área construída e contará com 15 edifícios e um edifício garagem com 13mil m2 com acesso à EPTG por meio da construção de um túnel no centro de Taguatinga.  
Para o presidente da Associação Comercial de Ceilândia(ACIC), Clemilton Saraiva, caso não houvesse a ocupação do vazio urbano na região, espaço com forte atração e fomento econômico, poderia desencadear processos de pressões que gerariam a ocupações irregulares na área o que poderia vir ocasionar a degradação do parque ecológico JK. Saraiva destaca, que além desses investimentos na entrada sul, na entrada norte de Ceilândia, via Hélio Prates, em função de toda essa dinamização econômica entre Ceilândia e Taguatinga, nos próximos meses, a cidade de Ceilândia ganharrá, também, um shopping center completo outro investimento orçado em 350 milhões.

ACIC

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: