Construtora do câmpus da UnB receberá multas por atrasos na entrega da unidade

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Depois da visita da Comissão de Educação e Saúde, da CLDF, nesta quinta-feira (29), ao câmpus da Faculdade UnB Ceilândia (FCE), para cobrar esclarecimentos acerca dos constantes adiamentos na entrega das obras, a Novacap se comprometeu a aplicar multas pelos atrasos. Ficou acertado também que será feito uma vistoria técnica para estabelecer um prazo definitivo para a entrega dos dois blocos que abrigarão mais de mil universitários. Os alunos da universidade estão, temporariamente, alocados no Centro de Ensino Médio (CEM) nº 4 da Ceilândia. A visita foi um pedido do deputado Professor Israel Batista.  
A Comissão de Educação e Saúde ainda convocará representantes da UniEngenharia, empresa responsável pelas obras, para prestar esclarecimentos na CLDF e vão continuar o trabalho de fiscalização das obras. “A construção do campus da Ceilândia é uma conquista para os estudantes, mas essa expectativa frustrada da entrega chega a ser desrespeitosa. Vamos acompanhar isso de perto”, afirmou o deputado Professor Israel Batista.
O objetivo da vistoria foi verificar o andamento das obras do câmpus da FCE e encontrar soluções para o problema que se arrasta há mais de dois anos. A entrega já foi adiada 11 vezes. Além dos deputados da comissão da CLDF, estavam presentes o presidente da Novacap, Maurício Canovas, a diretora de Edificações da Novacap, Maruska Holanda, a diretora do câmpus UnB Ceilândia, Diana Pinto e representantes da UniEngenharia.
O último prazo para a conclusão do primeiro edifício venceu na segunda (27), quando a construtora pediu nova prorrogação. A construtora afirmou que entregará na próxima semana o primeiro bloco. Pelo planejamento inicial, os prédios deveriam estar prontos desde março de 2009. “As aulas do próximo semestre ainda serão dividas entre o campus e o CEM nº 4, pois, esperamos que as obras das salas de aula já estejam adiantadas. Quando tudo estiver pronto teremos a capacidade de receber mais de quatro mil alunos”, contou Diana Pinto.
Durante a visita, o presidente da Novacap, Maurício Canovas, representantes da UniEngenharia e a Comissão estabeleceram um novo prazo para a entrega do segundo edifício.  A data inicial era em 55 dias, mas foi detectado, nesta quinta-feira (29), que o prazo é inviável. “Melhor que façam as devidas avaliações e estabeleçam, em definitivo, a data para a conclusão da obra”, declarou o deputado Professor Israel.  
http://www.profisrael.com.br

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: