A consultoria e a desgraça na CLDF.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


 
Em janeiro deste ano uma empresa de consultoria foi contratada para elaborar um plano de ações. O objetivo era tirar o Governo do Distrito Federal das manchetes policiais e criar uma agenda positiva que permitisse ao governador Agnelo Queiroz ganhar fôlego. Os consultores são os mesmos que cuidam da imagem da presidente Dilma Rousseff.


O estudo foi feito e entregue pouco tempo depois, até porque não é difícil saber onde o governo está errando. E fazer a coisa certa é muito fácil, basta querer. Não precisa inventar, senão corre o risco de se atrapalhar. O bê-a-bá da política está mais do que escrito.

O problema é que no plano de ações também estavam embutidas algumas maldades, mesmo que para isso alguns aliados tenham que pagar o sacrifício em nome de um projeto maior: a manutenção do Buriti. Não se sabe se todas as recomendações estão sendo seguidas ou se elas serão adotadas ao pé da letra.

Entre os pontos do estudo está a criação da figura do porta-voz, aceita de pronto pelo governador Agnelo Queiroz. Para o cargo foi escolhido o jornalista Ugo Braga com forte ligação com o jornal Correio Braziliense e, mais recente, com a assessoria do senador Gim Argello (PTB).

A consultoria colocou como justificativa a dificuldade que Agnelo tem para falar em público, principalmente em assuntos mais espinhosos. Era preciso dar uma voz ao governo, ao mesmo tempo criar um canal de comunicação com o restante da imprensa.

Um outro ponto sugerido foi a recriação da Casa Civil, que receberá boa parte dos poderes concentrados com o secretário de Governo, Paulo Tadeu. O petista Swedenberger Barbosa, o Berger, foi anunciado oficialmente para o cargo, mas ainda não assumiu.

Segundo fontes do Buriti, um dos impasses seria a formação da equipe da Casa Civil. Alguns nomes estariam sendo contestados. Berger quer autonomia para montar o seu staff e Agnelo teria algumas sugestões.

Aliás, Berger entrou em contato com o articulista pedindo que se corrija uma informação no artigo da semana passada: “Berger, a Dilma de Agnelo”. Ele explicou que não conversou diretamente com a presidente Dilma e com o ex-presidente Lula sobre a sua vinda para a Casa Civil do GDF. As conversas foram tratadas com o secretário-chefe da Presidência da República, Gilberto Carvalho.

Voltando à consultoria, o ponto mais polêmico do estudo é o que trata de uma pesquisa a qual revela que a população “gosta” de denúncias e críticas que atinjam a Câmara Legislativa. Foi nesse momento que o Legislativo local caiu em desgraça. A imprensa não tem dificuldade de noticiar erros da Câmara. Os próprios distritais se encarregam de produzir uma pauta negativa. Eles ficam irritados quando são descobertos.

A Câmara Legislativa não está sofrendo uma perseguição dos jornalistas e nem adianta declarar a imprensa como inimiga número um dos deputados. Às vezes o inimigo (ou fogo amigo) é outro. Não é toda a imprensa que embarcou no massacre ao Legislativo. E, ainda, porque se trata, infelizmente, do jogo político e rasteiro de parte dos homens públicos de nossa cidade.

O presidente da Casa, deputado Patrício (PT), tem todo o direito de sair em defesa da Casa que comanda. Até porque ele vem acumulando desgaste com todo o tiroteio que a Câmara Legislativa vem sofrendo. O que não pode é errar o foco e ver inimigo onde ele não existe. Também é preciso controlar as emoções, mesmo que às vezes tenha vontade de ligar o botão.

Patrício e Paulo Tadeu são unha e carne na política. De forma diferente, ambos estão vivendo um inferno astral. A perda de prestígio da dupla é comemorada nos dois lados do Buriti: pelos assessores que acompanham o governador desde os tempos da Anvisa e do Ministério do Esporte; e por integrantes da Articulação – tendência majoritária do PT –, que ocupam cargos no GDF. Sinceramente: a estratégia, se foi mesmo adotada, é desastrosa. Um tiro no pé.

Fonte : Blog do Odir / Blog do Callado 

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: