Crianças de escola pública da Ceilândia visitaram a Copa das Federações de Tênis.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


A Confederação Brasileira de Tênis e os Correios realizaram junto à Federação Brasiliense de Tênis uma ação de tênis comunitário nesta quarta-feira durante as finais da Copa das Federações no Clube do Exército de Brasília, no Distrito Federal.


Cerca de 30 crianças de uma escola na classe 27 da Ceilândia, tiveram aulas de tênis e ações lúdicas do esporte em uma das quadras onde foi disputado o maior torneio nacional por equipes durante o Campeonato Brasileiro Juvenil.
A ação foi coordenada por Ricardo Morais, um dos capacitadores da Confederação Brasileira de Tênis que trabalha o projeto pela CBT e a FBT para aumentar o alcance de praticantes entre crianças de escolas públicas do Distrito Federal.
“Nós aumentamos esse projeto, hoje já atingimos 25 escolas do Distrito Federal atendendo um total de 3 mil crianças. As aulas acontecem durante a Educação Física, os professores são capacitados dentro da escola, pelo capacitador da CBT, que no caso que sou eu. Nós doamos o material que é no caso mini-rede, raquetes e bolas e as aulas acontecem durante as aulas dentro das escolas”, explica Ricardo Morais.
“Esses professores também saem das escolas e vêm fazer uma capacitação continuada. Eles têm seis meses subsidiados pela FBT e CBT para melhorar o nível técnico deles e passar posteriormente para as crianças. Esse é um projeto que vem acontecendo desde setembro do ano passado e a nossa ideia é chegar ao fim do ano com 50 escolas no Distrito Federal, somente escolas de baixa renda e rede pública”, completa Morais.
Além de praticar tênis no Clube do Exército, as crianças tiveram a oportunidade de acompanhar algumas partidas da Copa das Federações e ficaram na torcida pelo Distrito Federal durante o confronto com o Rio de Janeiro na final da categoria 16 anos masculino, que foi vencida pelos brasilienses.
“Aqui são crianças de uma cidade satélite que chama Ceilândia, eles nunca viram um jogo de tênis e estão tendo um contato agora nas escolas. Hoje eles estão tendo uma oportunidade de saber o que é o tênis, de vivenciar o mundo do tênis”, finaliza o coordenador da ação.
CBTênis.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: