Criminalidade no DF cai no primeiro semestre de 2013, mas consideravelmente, apenas em cidades de classe média/alta.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

No primeiro semestre do ano, o número de latrocínios (roubos seguidos de morte) caiu 53,3% e o roubo com restrição de liberdade (popularmente conhecido como sequestro-relâmpago) registrou queda de 32,2% no DF em relação ao mesmo período de 2012, segundo dados divulgados hoje pela Secretaria de Segurança Pública.
 
“Esses são dados objetivos e reais do programa “Ação Pela Vida” que comprovam o trabalho integrado das nossas corporações no combate ao crime. Tivemos reduções significativas e queremos abaixar ainda mais”, ressaltou o governador Agnelo Queiroz durante a divulgação dos números.
 
Neste ano, houve queda também nas tentativas de homicídios, que fechou o semestre com 9,5% de redução. As tentativas de latrocínio, por sua vez, reduziram 13,6% no período.
 
O roubo a comércio caiu 3,4% no primeiro semestre de 2013, e o roubo a veículo recuou 6,4%.
 
MAPEAMENTO – O “Ação Pela Vida” trabalha com o Distrito Federal dividido em quatro Áreas Integradas de Segurança Pública (Aisp), para facilitar a atuação das Forças de Segurança.
 
Uma das Aisp que apresentou os melhores resultados foi a Metropolitana, formada por Plano Piloto, Guará, Cruzeiro, Lago Sul, Sudoeste/Octogonal, Park Way, Scia e SAI.
 
Neste grupo de cidades, os homicídios passaram de 51 para 36 (queda de 29%). Roubo a postos de combustível e roubos a comércio também tiveram redução de 19% nos números relativos aos seis primeiros meses do ano.

Da redação com informações da SSP/DF

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: