Crise no clã rorizista.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Apesar do discurso de união no clã rorizista, uma crise está mais difícil de contornar – a da deputada distrital eleita Celina Leão (PMN) com o ex-governador Joaqum Roriz (PSC). Celina, que foi secretária de Juventude na gestão do ex-governador, foi chefe que gabinete de sua filha, Jaqueline Roriz (PMN), na Câmara Legislativa e se lançou candidata a distrital sob o incentivo do velho cacique, agora não esconde a mágoa pelo que considerou um abandono na campanha eleitoral. A amigos, ela queixou-se de que o ex-governador lhe prometeu apoio na eleição, mas acabou priorizando a campanha da filha Liliane para a Câmara Legislativa.
Aliada às lamúrias, há também uma articulação de Celina para criação de um bloco independente, com proposta de oposição menos acirrada ao novo governo PT. A futura distrital também teria feito conversas com o grupo petista, o que lhe tornou a favorita dos agora governistas a ocupar o cargo da Mesa Diretora a que o bloco teria direito.
As reclamações da pupila incomodaram o ex-governador. Roriz tem dito a aliados que até entende parte das queixas, mas não admite que a nova deputada fale mal dele ou do grupo a que, até ontem, pertencia. Tem a acusado de “cuspir no prato que comeu”. E mostrou que está disposto a reagir caso as críticas continuem.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: